02/09/2019  às 10hs57

Geral

AAPIO promove a XV Festa de Confraternização aos associados

Evento da Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Orleans (AAPIO) reuniu por volta de 500 pessoas.


Fotos: Veroni Henrique

Fotos: Veroni Henrique


A Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Orleans (AAPIO) realizou, neste sábado, dia 31, a XV Festa de Confraternização dos associados e parceiros conveniados. A celebração ocorreu no Morro da Santinha, a partir das 10 horas, reunindo por volta de 500 pessoas, entre membros da diretoria, representantes de entidades sindicais, autoridades locais e associados.


O evento teve início com a apresentação dos trabalhos da AAPIO e uso da palavra pelas autoridades presentes e também pelos sócios. Às 11h, ocorreu a Missa em Ação de Graças, celebrada pelo padre Joel Bitencourt, pároco da Paróquia Santa Otília, de Orleans. Em seguida, houve sorteio de brindes, seguido pelo almoço com churrasco e serviço de bar. Para finalizar, a dança animada pela dupla Márcio Seolin e Bruno Bianco Seolin.


“Este encontro é realizado anualmente, com apresentação dos trabalhos, missa, almoço, sorteio de brindes e dança. O evento é promovido há 15 anos, desde um ano após a fundação da associação e sempre gera uma expectativa bem grande. Para nós da AAPIO, é visto como uma oportunidade para apresentarmos nosso trabalho, além de promover um momento de encontro e confraternização”, avaliou o presidente da associação, Luiz Legnani.


O presidente aproveitou a ocasião para falar de alguns dos benefícios dos aposentados, pensionistas e idosos associados. “Contamos com médicos que atendem semanalmente na associação, há também assistência jurídica e parceria com médicos e laboratórios de Orleans, Criciúma e Tubarão. Mas a principal finalidade da associação é a luta e defesa dos direitos dos aposentados, que estão sendo atacados agora”, apontou.


Direito dos aposentados, pensionistas e idosos


Segundo o presidente da AAPIO, Luiz Legnani, a difusão de informação por parte é de extrema importância, para que os associados tenham conhecimento de seus direitos. “Poucas pessoas acompanham, mas já foi aprovado na Câmara e agora está no Senado também para ser aprovado. Há mais de 300 emendas, então algo pode mudar, mas o pior continuará, que é a idade mínima de 65 para homens e 62 para mulher. Para se aposentar com 100% do benefício, além da idade mínima, tem que ter contribuído por 40 anos. E no país que vivemos, com desemprego aumentando e as empresas não empregando pessoas acima de 50 anos, dificilmente o trabalhador consegue atingir a idade mínima e a contribuição para se aposentar com 100%. Muitos ficam desempregados. Se não já não há empregos para os jovens, para pessoas acima de 50 anos é pior ainda”, afirmou.


Segundo ele, outro ponto que gera preocupação é a questão das pensões. "A proposta da Reforma da Previdência no que diz respeito à pensão aos aposentados prevê que, se a pessoa não tem renda alguma ou se um apenas um dos cônjuges é aposentado, quando um deles falece, o pensionista ficará com 60% do benefício de quem recebe. Se tiver filho menor de idade, aumenta 10% a cada filho. Isso pode resultar em um recebimento menor que o salário mínimo, o que não é permitido por lei. Há proposta para aumentar 20% por filho, já que hoje em dia a média é de 1,5 filho por família”, explicou.


“Se os dois são aposentados, a regra é outra. Pode acumular a aposentadoria e a pensão e receber o maior benefício. Por exemplo, se um ganha R$ 2 mil e o outro R$ 1 mil, é possível optar pelo maior, mas receberá apenas 80% do outro rendimento de até um salário mínimo, aí vai diminuindo a porcentagem se o salário for aumentando, conforme tabela, que varia de 80% a 20%. Quem ganha acima de quatro salários mínimos, não receberá nada. Tem uma proposta no Senado voltada para quem for receber acima de quatro salários mínimos, para que receba pelo menos 10% da renda. Nosso movimento dos aposentados está há quatro meses visitando todos os deputados e os senadores para que aceitem a proposta para que a soma dos dois, o acúmulo da pensão e da aposentadoria, seja limitada ao teto da previdência, que é de R$ 5.840. Isso já ficaria um pouco melhor do que foi apresentado até o momento”, salientou.


Sobre a AAPIO – A Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Orleans fica localizada na Rua XV de Novembro, nº 112, no 1º andar da Galeria Zomer e Berger. O telefone para contato é (48) 3466-4824. A AAPIO foi fundada em 2003 e, atualmente, conta com aproximadamente 2 mil associados, de Orleans e região.


02/09/2019  às 10hs57