18/09/2014  às 07hs58

Política

"Acredito muito no nosso país", afirma Joaquim Barbosa

Grande público prestigiou a palestra do ex-ministro do STF na noite desta quarta-feira, em Criciúma


Fotos: Stéphanie Piava/Ligado no Sul

Fotos: Stéphanie Piava/Ligado no Sul

A temática era atual e o jurista que ministrou a palestra ganhou notoriedade e a admiração de grande parte da população brasileira pela sua postura à frente do Supremo Tribunal Federal, cargo deixado neste ano após sua aposentadoria. Com o tema “O poder e a ética no Brasil atual”, Joaquim Barbosa atraiu mais de 1,8 mil pessoas no evento realizado na noite desta quarta-feira, no Siso’s Hall, em Criciúma.

Mostrando domínio sobre o assunto, o ex-ministro fez um retrospecto da história do Brasil, ressaltando que muitas situações vividas atualmente foram herdadas do período da colonização.  Lembrou ainda que por muito tempo a política brasileira foi dominada por um grupo de pessoas ou famílias que se alternavam no poder, fato que não era benéfico para a grande massa.

“A desigualdade é como se fosse uma marca, um distintivo. O passado oligárquico tirou direitos elementares como a Educação. A apatia e o conformismo são comuns e dominam aqueles que deveriam reivindicar esses direitos”, declarou.

Barbosa ainda defendeu que um país que busca a criação de mecanismos minuciosos de fiscalização mostra que há algo errado no sistema. “Por que não ser honesto por si só?”, indagou e acrescentou que é preciso ingressar na política sem pretensões particulares ou de favorecimento de grupos.

No final da palestra, que durou pouco mais de uma hora, o ex-ministro afirmou que não é pessimista. “Acredito muito no nosso país. Estamos em um período muito importante de estabilidade, com mais de 25 anos de implantação da nossa constituição. Estamos entre as sete economias do mundo e nos últimos anos tivemos grandes avanços. Quando jovem, por exemplo, eu jamais poderia imaginar chegaríamos a quase 100% de produção de petróleo”, pontuou, citando ainda o progresso do processo eleitoral.

Após suas exposições, Barbosa abriu espaço para que o público fizesse alguns questionamentos. Porém, deixou claro que não responderia perguntas sobre o período eleitoral que o Brasil está vivendo.

Nesta sexta-feira, dia 19, o ex-ministro fará uma palestra em Tubarão, no Ginásio Poliesportivo da Unisul, às 19h30min.


18/09/2014  às 07hs58