27/11/2020  às 15hs37

Geral

Advogada Rejane Sánchez sobre violência contra a mulher: “Uma pandemia secular”


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


“Uma pandemia secular”. Dessa forma, a presidente da Comissão da Mulher Advogada (CMA) da OAB/SC, Rejane Sánchez, descreve a violência contra a mulheres. Visando o combate a este crime, uma webinar foi promovida nesta semana pela CMA em parceria com a Escola Superior de Advocacia da OAB/SC (ESA), de forma online e gratuita.


Em entrevista à Rádio Guarujá nesta sexta-feira, dia 27, a advogada ressaltou que este problema social é cultural e se perpetua ao longo dos anos. "A opressão contra as mulheres é a forma de violência mais antiga que a humanidade tem em conta. Se formos olhar para os séculos anteriores, encontraremos na história diversos tipos de violência contra as mulheres que são injustificáveis", afirmou, citando, entre outros exemplos, a proibição do direito de votar.


Além disso, ela informou que a OAB/SC, além de representar a advocacia, atua na capacitação dos profissionais, visando promover a conscientização e, como consequência, uma transformação social, na medida em que promove o debate, dá visibilidade ao tema, fiscaliza as ações dos agentes públicos e acolhe a problemática. Outra ação realizada é no sentido de atender e acolher vítimas.


"Existem vários tipos de violência, seja física, psicológica, sexual. Isso é cultural. A pandemia, inclusive, potencializou isso. Até porque cresceu 23% o número de feminicídio no Brasil. Um relacionamento saudável é aquele em que as pessoas se respeitam, se admiram e se valorizam. É quando existe igualdade dos direitos dentro de casa. E, muitas vezes, o silêncio é reforçado pela própria sociedade. As mulheres encontram muitas dificuldade de falar, embora haja vários meios de fazer denúncia. Então é algo desafiador", reforçou.


Confira a entrevista completa neste link!


27/11/2020  às 15hs37