09/08/2019  às 13hs13

Saúde

Agosto Laranja: Prevenção de deficiências em pauta em Orleans

De 70 a 80% dos casos de deficiências podem ser evitados, desde que algumas medidas e cuidados sejam tomados antes e durante a gravidez, na hora do parto e após o nascimento.


Abertura oficial da programação se deu nesta segunda-feira, dia 5, na Câmara de Vereadores de Orleans – Foto: Ketully Beltrame

Abertura oficial da programação se deu nesta segunda-feira, dia 5, na Câmara de Vereadores de Orleans – Foto: Ketully Beltrame


A prevenção de deficiência esteve em pauta através da Semana Laranja. Em Orleans, a Secretaria da Saúde, com o apoio da Secretaria de Educação, da APAE, da Associação de Deficientes de Orleans e Região (ADORE) e do Unibave, realiza ações de conscientização. Isso ocorre através da Lei n° 2.838, criada em 2018, de autoria do vereador Antônio Dias André (MDB), que instituiu, no Município de Orleans, a Semana Laranja dedicada à realização de ações de conscientização e prevenção às deficiências.


A abertura oficial da programação, que tem como tema "Quebra de paradigmas, evite deficiências", se deu nesta segunda-feira, dia 5, durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Orleans. Na ocasião, a diretora da Escola Especial Lar da Esperança, da APAE de Orleans, Fabiana Martins Hoffmann, usou a tribuna para abordar o tema. Segundo ela, das mais de 190 milhões de pessoas habitantes no Brasil, pelo menos 45.606.048 (23,91%) são portadores de alguma deficiência, seja visual, auditiva, física ou intelectual. Dados de cadastro do sistema E-SUS AB, de 2 de agosto de 2019, apontam que, no Município de Orleans, 1.705 pessoas são portadores de alguma deficiência, equivalente a 6,7% da população. Destas, 1.226 são visual, 160 auditiva, 228 física, 118 intelectual/cognitiva e “outras” somam 103 casos.


“Acredita-se que os elevados índices de deficiências poderiam ter sido reduzidos se investido fosse em prevenção”, observou. “A existência de políticas sociais básicas e a conscientização da sociedade para a responsabilidade de prevenir pode fazer com que 70 a 80% dos casos de deficiências possam ser evitados, desde que algumas medidas e cuidados fossem efetivados antes e durante a gravidez, na hora do parto e após o nascimento”, acrescentou. Tendo em vista que um dos objetivos das APAEs é proporcionar ações e conscientização junto aos diferentes segmentos sociais sobre a cultura de prevenção de deficiência, desde 2013, a APAE de Orleans desenvolve ações de conscientização nas comunidades, escolas, universidade, unidades de saúde, empresas, mídia, entidades sociais e no hospital.


“Com a evolução do conhecimento científico, o esperado seria que a taxa de incidência de deficiências fosse gradativamente diminuindo, o que acreditamos que não vem ocorrendo a contento pelo número de pessoas com deficiências - que poderiam ter sido evitadas - encaminhadas a APAE”, lamentou. Em 2013, havia dois alunos matriculados na estimulação. Já no primeiro semestre de 2019, o número subiu para 35. “Houve um aumento significativo de alunos de 0 a 5 anos e 11 meses matriculados em nossa instituição. Isso se deve ao efetivo trabalho de prevenção realizado por nossa instituição junto à sociedade para a identificação precoce de atraso ou deficiências”, pontuou.


A diretora ressalta que 2019 está sendo um marco no programa da APAE de prevenção, tendo em vista a ação em conjunto com as Secretarias Municipais de Saúde e Educação, além do apoio da ADORE e do UNIBAVE. Através desta união, será promovida, no dia 21 de agosto, uma capacitação aos profissionais da Saúde, Educação e Assistência Social para auxiliar na identificação precoce. “Acreditamos que ação educativa é uma estratégia simples e eficaz, de menor custo, podendo ser aplicada à nossa realidade, através de informação e orientação, conscientizando a sociedade sobre a necessidade dos cuidados prioritários com a própria saúde e da população em geral, diminuindo e evitando deficiências decorrentes, na sua grande maioria, pela falta de informação”, concluiu. 


Redação Notícias JH


09/08/2019  às 13hs13