12/04/2019  às 18hs58

Polícia

Araranguá: Jovem simula próprio sequestro para não ser demitido

O jovem desapareceu na terça-feira (9) quando o chefe solicitou que realizasse alguns pagamentos para a empresa, mas ele não voltou ao trabalho.



Um jovem de 31 anos, simulou o próprio sequestro em Araranguá. O fato começou na terça-feira (9), e terminou nessa quarta-feira (10). De acordo com o portal Engeplus, o homem disse ter criado a situação por ter medo de ser demitido do emprego.


Conforme a Polícia Civil, o jovem desapareceu na terça-feira quando o chefe solicitou que realizasse alguns pagamentos para a empresa, porém ele não retornou com o dinheiro e também com a motocicleta da empresa. Diante da demora do funcionário, o patrão ligou para a esposa do funcionário e ela informou que ele não estava em casa.


Conforme informações do Portal Engeplus, após algumas horas, a esposa começou a receber mensagens no celular afirmando que o marido havia sido sequestrado e era solicitado R$ 10 mil. A mulher então acionou a Polícia Militar (PM) e a Polícia Civil iniciou as investigações.


Horas após a polícia iniciar a investigação, chegou um comunicado da família que o homem tinha sido libertado no Morro dos Conventos, em Araranguá, e a motocicleta estava em Balneário Arroio do Silva.


Em conversa, o homem apontou diversos pontos e após alguns instantes ele relatou que forjou o próprio sequestro. Diante dos fatos, ele irá responder por falsa comunicação de crime e apropriação indébita. A motocicleta da empresa foi encaminhada ao proprietário.


 



Fonte: Engeplus


12/04/2019  às 18hs58