31/08/2017  às 14hs38

Educação

Bairro da Juventude chega aos 68 anos unindo transformação e oportunidades

No dia 1º de setembro, Instituição comemora aniversário e se destaca pelo atendimento gratuito a crianças e adolescentes


A história de superação das irmãs Napoleão mostra que mesmo nas dificuldades, os sorrisos ainda podem ser carregados de esperança. Liziane Napoleão, 14 anos, e Priscila Napoleão, 23 anos, são exemplos que a união de educação, oportunidades e amor pode transformar vidas. Mesmo com uma trajetória de vida difícil, as garotas conseguiram diminuir as distâncias e buscam dia a dia bons motivos para seguir o caminho do sucesso.

Nesse caminhar, Liziane e Priscila encontraram personagens importantes que ajudaram e continuam ajudando as meninas. Essa é apenas uma entre tantas histórias que o Bairro da Juventude, instituição social, de Criciúma/SC, acompanhou ao longo dos 68 anos, que serão completados no dia 1º de setembro.

Fundado em 1949, o Bairro da Juventude foca seu trabalho no atendimento às crianças, adolescentes, jovens e suas famílias. Na entidade, aproximadamente 1,5 mil alunos são atendidos, gratuitamente, com acesso à educação formal, oficinas culturais e esportivas, laboratórios educativos, alimentação, transporte escolar, saúde e atendimento psicossocial.  Já no setor de profissionalização, o Bairro oferece seis cursos de Aprendizagem Industrial nas áreas de Mecânica Geral, Mecânica de Automóveis, Eletroeletrônica, Padeiro e Confeiteiro, Cozinheiro Industrial e Programador de Computador.

E as irmãs sabem bem da importância de todos estes atendimentos. Aluna do Bairro da Juventude desde bebê, Liziane, cursa o oitavo ano do Ensino Fundamental e durante a semana também passa pelas aulas de violino, sopro e coral. "Ficar no Bairro é ainda mais gostoso, porque temos a música. Gosto muito de tudo que participo, mas tenho uma preferência pelas aulas de sopro, pois o som é mais agitado", revela a garota.

Já Priscila, também foi aluna do Bairro da Juventude. Passou por todas as fases, da Educação Infantil ao Ensino Profissionalizante, se formando no curso de Padeiro e Confeiteiro. A garota ainda teve a oportunidade, em 2004, de cantar para o Papa João Paulo II, na Itália, em turnê que o Coral da escola fez pela Europa. "Meu primeiro emprego, consegui através do Bairro. Quando mais precisei todos estavam lá. Se o Bairro não estivesse comigo, seria muito mais difícil. Aqui tive oportunidades", revela Priscila.

Liziane possui 10 irmãos e Priscila, cinco, um deles já falecido. Há cinco anos, as meninas perderam a mãe vitima de uma doença degenerativa. Com a falta da figura materna, as meninas precisaram se afastar. Hoje, Liziane mora com o irmão mais velho e Priscila mora sozinha. Já o pai de Liziane, ela visita nos finais de semana. Priscila não conhece o pai. 

Nesse caminhar, as meninas já enfrentaram algumas dificuldades, tanto financeiras como de relacionamento familiar. "Queria muito que minha família fosse mais unida. Acredito que um dia isso ainda vai acontecer", almeja Liziane.

Já Priscila trabalha há um ano e meio no Bairro da Juventude como operadora de telemarketing e ajuda a mobilizar recursos para a Instituição que tanto a ajudou. "Tenho maior orgulho de ver minha irmã tocando saxofone. Na época que estudava no Bairro tinha muita vontade, mas não consegui aprender direitinho. Meus planos para o futuro são muitos, quero me formar e construir minha família. Essa seria uma boa maneira de agradecer a confiança que todos depositaram em mim", conclui Priscila.

Apoio da comunidade e de empresas é fundamental

E todo o trabalho oferecido pelo Bairro da Juventude só é possível pela parceria que possui com a comunidade e empresas. “Nossa principal missão é promover e oportunizar a transformação social por meio da formação integral e assistência social a crianças e adolescentes. Essa missão não seria possível se os parceiros não estivessem conosco. Eles são um importante sustentáculo nessa trajetória, que precisa ser contínua e feita com muita responsabilidade”, salienta o presidente do Conselho Deliberativo do Bairro da Juventude, Franke Hobold.

Para manter  a qualidade no atendimento, o Bairro também desenvolve várias campanhas de mobilização de recursos que garantem a sustentabilidade do local. Mas a ajuda também acontece através do trabalho voluntário, do patrocínio de empresas em projetos voltados à área educacional e social ou com a doação de roupas, eletrodomésticos e móveis. De acordo com a diretora executiva do Bairro da Juventude, Sílvia Regina Luciano Zanette, a instituição também se destaca pela forma transparente de agir com os parceiros. "O Bairro busca sempre ser referência na educação e assistência social. A credibilidade é essencial para fortalecer  o trabalho da entidade. Queremos que nossas crianças gostem de estar no Bairro e aproveitem as atividades oferecidas  como uma oportunidade de crescimento", declara a diretora.

Além das empresas apoiadoras e comunidade, o Bairro também conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Criciúma, SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Nacional) e Unesc (Universidade do Extremo Sul Catarinense). “Temos a certeza que estamos colaborando para um futuro mais promissor para nossa região. Essa, certamente, é a nossa melhor recompensa”, define Hobold. 


 Colaboração: Ascom Bairro da Juventude


 


 


31/08/2017  às 14hs38