Janaina Alberton

Olá, meu nome é Janaina Veronezi Alberton, filha de agricultores, fato do qual me orgulho muito. Sou formada em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Santa Catarina-UDESC. Tenho pós-graduação em Gestão Ambiental e Mestrado em Ciências do Solo. Trabalho no Centro Universitário Barriga Verde-UNIBAVE na coordenação do curso de Agronomia.

Amo o cheiro dos campos, das plantações, da terra, e é por isso que estou sempre antenada ao que está acontecendo no meio rural. Me acompanhe aqui no Ligado no Sul e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nesse meio tão inconstante e surpreendente!!

17/09/2014  às 07hs00

Geral

Banana orgânica: uma alternativa para o pequeno agricultor


Foto: Divulgação/Internet

Foto: Divulgação/Internet

Atualmente, a banana é a fruta mais cultivada no litoral Sul de Santa Catarina. Aqui se encontram cerca de 8.500 hectares ocupados com bananais, que são distribuídos em pequenas propriedades rurais. O cultivo orgânico desta fruta vem substituindo a produção convencional no Estado, devido a agregação de valor que este sistema apresenta. O pesquisador da Epagri, Luiz Augusto Peruch, estima que o Estado de Santa Catarina conte com 90 produtores de banana orgânica. Destes cerca de 70 deles localizados no Litoral Sul. 

No entanto, o cultivo orgânico desta fruta apresenta uma série de particularidades intrínsecas ao sistema de produção. Fungicidas, inseticidas e herbicidas, em sua maioria, não podem ser aplicados para controlar doenças, pragas e plantas daninhas, respectivamente. Por este motivo, existem inúmeros desafios em relação à qualidade fitossanitária da bananeira a serem superados para viabilizar a produção orgânica.Mundialmente, programas de melhoramento genético procuram desenvolver genótipos de bananeira com maior resistência às pragas e doenças, sendo muitos deles recomendados para cultivo orgânico, a exemplo de materiais lançados pela FHIA - Fundação Hondurenha de Investigação Agrícola.

A produtividade de um bananal orgânico pode ser 20% menor comparada a um convencional. Por outro lado, a agregação de valor deste produto pode aumentar seus ganhos em 30%. Além disso, o preço da banana orgânica não sofre tanta oscilação quanto a convencional, e o mercado de produtos orgânicos ainda está em fase de ascensão, trazendo assim maior garantia de escoamento do produto final.  Sem esquecer a maior preservação da saúde tanto do produtor, que não entra em contato com os agrotóxicos utilizados no sistema convencional, como do consumidor, que pode ter a certeza de que está consumindo um produto de alta qualidade e livre de qualquer substância química. Contudo, o poder público precisa investir mais em pesquisas específicas e criar linhas de crédito para que haja a oferta de caminhos qualificadores, entre outras ações.

Com a força de vontade do pequeno produtor em procurar alternativas e investir em novas ideias, aliado ao poder público, é possível aumentar e muito a rentabilidade da propriedade rural, trazendo geração de renda satisfatória e diminuindo o êxodo deste meio. Nada seria dos círculos urbanos se os rurais não existissem. Por isso, é necessário que alternativas práticas e funcionais sejam apontadas. Afinal, se você possui alimentos hoje, agradeça a um produtor rural!


17/09/2014  às 07hs00