16/11/2017  às 09hs27

Economia

Busca por aluguel cresce no Rincão

Desde outubro, imobiliárias fecham contratos. Expectativa é que em dezembro restem poucas unidades


Foto: Angelica Brunatto/DN

Foto: Angelica Brunatto/DN

Enquanto a venda de casas em Balneário Rincão passa por um momento difícil, a busca por aluguel de imóveis durante a temporada está aquecida. Quem deseja uma casa para passar os meses de verão no litoral deve correr. Diferente de 2016, a procura pelas residências já é grande e são poucas as unidades ainda disponíveis.

De acordo com o agenciador de locação Guilherme Pizzolo, nesta temporada a procura por residências iniciou cedo. “Normalmente a procura começa em novembro. Mas, neste ano, os interessados já começaram a aparecer em outubro. Todos ficamos surpresos”, salienta.

Durante os três meses de veraneio e ao longo de 2017, a empresa em que Pizzolo trabalha fechou o contrato de 23 aluguéis em Balneário Rincão. Contudo, para a temporada de 2018, já foram 28 contratos fechados, de uma meta de 40.

O corretor de imóveis Silvio Zanette também comemora o crescimento nos alugueis para a temporada. “Acredito que em dezembro teremos poucas casas. A grande vantagem é que o Rincão é mais acessível”, pontua. Segundo ele muitas das pessoas que estão procurando por estas residências, nos últimos anos, veraneavam em locais mais distantes.
“As pessoas estão retornando à nossa região”, expõe.

 

Com informações do site DN Sul


16/11/2017  às 09hs27