12/10/2014  às 20hs15

Religião

Caminhada pela fé marca dia de Nossa Senhora Aparecida em Treze de Maio

Milhares de fiéis vieram de diversas cidades catarinenses e também de outros estados


Foto: Deize Felisberto

Foto: Deize Felisberto

O domingo, dia de Nossa Senhora Aparecida, foi intensificado pela fé e devoção à padroeira do Brasil, em Treze de Maio. Nem o tempo abafado aliado com o sol forte espantou milhares de fiéis, que vieram de diversas cidades catarinenses e também de outros estados, a encararem a longa subida até a imagem sacra, de 13 metros de altura, uma das maiores do país.

Pela manhã, no caminho que dá acesso à colina, já era possível avistar romeiros em direção ao santuário. Muitos com semblante exausto, mas que não desistiram da longa caminhada. Como o professor de Tubarão, Ricardo Dias, que encarou mais de 30 quilômetros para agradecer a Nossa Senhora Aparecida. “Há três anos tive um problema financeiro bastante delicado e desde então venho agradecer e trago toda família. Passamos o dia aqui e saímos revigorados”, diz o educador, que saiu de casa às 8h e chegou em Treze de Maio pouco depois do meio-dia.

Quem também chegou cedinho para aproveitar o domingo foi o casal, José Antônio de Oliveira e Cleide Zeferino, moradores de Morro Grande. Eles trouxeram os filhos e a netinha de um ano e quatro meses. “Já vim outras vezes, mas não tinha subido a colina ainda. Hoje subi pela primeira vez e o esforço vale muito à pena. É um dos lugares mais bonitos que já visitei”, conta José, com a imagem em mãos da Nossa Senhora Aparecida, que comprou hoje mesmo no comércio local.

Agradecimento pela saúde

O também casal Marilda Dutra Severino e Valdir Fraga, de São Ludgero, já no alto da colina nem se lembravam do sacrifício da extensa subida. “Quando chega aqui em cima somos agraciados com essa linda imagem. Isso não tem preço. É um momento maravilhoso, de muita emoção”, exclama Marilda. “Saio com a alma lavada”, completa Valdir. Eles vieram agradecer pela saúde, não só deles, mas de toda família.

Estrutura cada vez melhor

Moradora do Centro de Criciúma, Ellen Cristina Martins Antunes, diz que vem há quatro anos, com o marido, assim como a maioria, para agradecer. Os filhos, um adolescente de 12 anos, e uma menina de dois anos e meio, também acompanham, e segundo ela, não reclamam da caminhada, muito menos do calor.

“Incrível como eles não cansam nessa subida. Cansam muito menos que um adulto. São ótimos exemplos e companhias para estimular. Esse é um passeio perfeito para comemorar com as crianças no dia que também é delas. Sempre que possível passamos o feriado aqui, almoçamos, descansamos. E o que eu noto é que a cada ano a estrutura está melhor. Seja na alimentação, no estacionamento ou no comércio local. Os guias também auxiliam muito. A gente já conhece aqui, e quem vem de fora, com toda essa estrutura e organização, irá sair com uma boa imagem e retornar fomentando o turismo religioso local”, conclui.


12/10/2014  às 20hs15