23/04/2018  às 15hs17

Saúde

Campanha de vacinação começa hoje em todo o país


Inicia hoje a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Na região da Amurel, a meta é vacinar 128.551 pessoas consideradas dos grupos prioritários, ou seja, aquelas que podem receber a vacina nos postos de saúde. 

A campanha será realizada até o dia 1º de junho, sendo o dia 12 de maio o dia D de mobilização nacional. “Nós passamos a atender os 18 municípios da região da Amurel e já encaminhamos 20% do total da cota que os municípios vão receber na campanha. A segunda remessa de distribuição vai ocorrer nesta primeira semana da campanha”, explica o gerente regional de Saúde, Everson Barbosa Martins.

A campanha nacional é realizada todos os anos na segunda quinzena de abril, período considerado de sazonalidade da doença. “O objetivo da campanha é reduzir complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza na população-alvo da vacinação”, observa o secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande. 

De acordo com a coordenadora de imunização da gerência de Saúde, Shaiane Salvador, é importante as pessoas já procurarem os postos de saúde para iniciar a prevenção. Ela lembra ainda que no dia D, 12 de maio, além da imunização contra gripe, Santa Catarina aderiu a uma campanha contra o tétano.

“A ideia é que neste dia 12 de maio, num sábado, todos os postos de saúde do município estejam abertos para vacinar as pessoas que são público-alvo da campanha contra Influenza e também a vacina contra o tétano”, destaca Shaiane. 

Em Santa Catarina, a população-alvo para a vacinação é composta por 1.844.225 pessoas pertencentes aos grupos prioritários.


Clínicas particulares também têm vacina

Para a imunização do vírus Influenza, é necessário vacinar-se. A campanha da vacinação iniciada hoje em todo o Brasil é direcionada aos chamados grupos prioritários. Para os demais públicos, as clínicas particulares já disponibilizam a vacina.

“É fundamental se vacinar anualmente. Como todos os anos, a Organização Mundial da Saúde  informa quais os tipos de vírus que estão circulando e, com base nessas informações, as vacinas são produzidas”, esclarece o pneumologista da Clínica Pró-Vida, em Tubarão, Filipe Viana Corrêa. 

O médico também alerta que todas as pessoas precisam se vacinar e que existe somente uma contraindicação. “A vacina contra o vírus Influenza é proibida somente para quem tem alergia severa ao ovo. As demais pessoas devem ser imunizadas ou nos postos de saúde, se forem do grupo liberado pelo governo, ou em clínicas particulares que disponibilizam a vacina para todas as faixas etárias”, completa Filipe.


23/04/2018  às 15hs17