20/02/2018  às 19hs47

Polícia

Carros e ônibus são incendiados nesta terça-feira em Florianópolis


Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense

Foto: Diorgenes Pandini / Diário Catarinense


Pelo menos cinco carros e um ônibus foram incendiados até as 18h desta terça-feira em Florianópolis. Ninguém ficou ferido ou foi detido. A Polícia Militar ainda não fala sobre possíveis motivações, mas o prefeito Gean Loureiro atribui as ocorrências  a uma "retaliação de operações que tiveram sucesso da Polícia Militar no combate a criminosos e apreensão de armas" nesta segunda-feira.  


No início da tarde, uma barricada com pneus foi controlada por bombeiros e policiais na Servidão José Cândido Amorim, no Saco Grande, no Norte da Ilha. Próximo dali, dois veículos que estavam estacionados na Rodovia Virgílio Várzea, no mesmo bairro, foram atingidos. Segundo testemunhas, dois homens em uma motocicleta vermelha teriam jogado galões de gasolina e fugiram em seguida. A ocorrência foi registrada por volta das 15h. 


Um dos moradores que ajudou a controlar o incêndio e prefere não ser identificado disse que ouviu uma explosão e que conseguiram controlar as chamas com extintores até a chegada dos bombeiros. Os moradores chegaram a quebrar os vidros para abrir o capô e combater o fogo no motor. 


Outra ocorrência foi registrada no Monte Verde, uma lateral à Rodovia Virgílio Várzea. Segundo testemunhas, quatro adolescentes que teriam jogado gasolina em dois veículos estacionados. O fogo também foi controlado.  Os veículos atingidos foram um Peugeot 207 e um Palio, que tiveram a lataria queimada  


Já por volta das 16h30min, um Ford Ka estacionado na Rua Professor Belarmino Corrêa, transversal à Lauro Linhares, na Trindade, também sofreu um ataque. Segundo uma testemunha que mora próximo ao local, quatro pessoas teriam chegado em um táxi, um deles saiu e jogou gasolina no veículo. Esse foi o carro mais danificado até agora.


Já a ocorrência com o ônibus, foi registrada por volta das 17h. Segundo a Polícia Militar, o veículo foi incendiado na na rua Leonel Pereira, na Cachoeira do Bom Jesus. Em nota, o Consórcio Fênix informa que o veículo 1499 fazia a linha "260 - Cachoeira do Bom Jesus", quando teria sido invadido por cinco criminosos que destruíram o coletivo.  Ninguém ficou ferido. 


Segundo a empresa, é o segundo ataque a ônibus em oito meses e  a segurança pública estava crítica na região, "fato era de ciência das autoridades policiais". A nota diz ainda que  a circulação de ônibus na região só deve ser normalizada após a retomada da segurança no local. Enquanto isso, o trajeto será cumprido até o trevo da Cachoeira. Além do transporte convencional, a linha '1126 - Executivo Cachoeira' também passa a ter temporariamente o Trevo da Cachoeira como limite, próximo à Serte.


A Prefeitura de Florianópolis informou que estão suspensas as linhas que passam pela via marginal da SC-403. Também estão suspensas as linhas da Cachoeira do Bom Jesus, que passam pela Vila União. Essas linhas só vão ser retomadas quando houver segurança.


 


 


Com informações de Júlio Ettore, da NSC TV e  Diário Catarinense


20/02/2018  às 19hs47