17/08/2018  às 14hs35

Polícia

Casos de agressão e ameaça contra mulheres são registrados em Orleans e Laguna


Foto: Ligado no Sul/Arquivo

Foto: Ligado no Sul/Arquivo

Dois casos de violência doméstica chamaram a atenção na região. As mulheres, de Orleans e Laguna, foram as vítimas. Os crimes foram cometidos pelos esposos. Ambos, segundo a Polícia Militar (PM), estavam embriagados.  Em um dos casos, o agressor ainda ameaçou a esposa de morte, e quebrou janelas com tijolo. 

Os crimes foram registrados em menos de 30 minutos. O primeiro aconteceu em Laguna. Conforme a PM, a vítima informou que seu marido chegou em casa bêbado e agressivo. Em seguida, o homem quebrou os vidros da porta da residência com um tijolo, vindo a cortar uma das mãos.

Em seguida, entrou em casa e tentou agredir a esposa, empurrando-a. Ele ainda a ameaçou de morte falando: “quando tu sair desta casa, vou te matar”. A mulher acionou a PM, e quando a guarnição chegou ao local constatou que ele estava alterado. Depois de ser levado ao hospital, o homem foi encaminhado à delegacia. 

Pouco mais de 25 minutos depois, a vítima de violência doméstica foi uma mulher de 42 anos. O crime aconteceu em Orleans. Conforme a polícia, um homem de 46 anos chegou em casa embriagado e começou a agredir a esposa com socos. Para fugir do marido, a vítima conseguiu correr até a vizinha. E lá, a vítima acionou a PM, que conduziu o homem à Delegacia de Polícia Civil de Orleans. 

O crime contra a mulher está previsto na lei Maria da Penha, que neste ano completou 12 anos. A lei visa proteger a mulher da violência doméstica e familiar, e ganhou este nome devido à luta da farmacêutica Maria da Penha para ter seu agressor condenado. A informação é do Diário do Sul.


17/08/2018  às 14hs35