13/12/2017  às 10hs14

Política

Com protestos, vereadores aprovam "Escola Sem Partido" em Criciúma


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Após duas sessões com manifestação popular, a Câmara de Vereadores de Criciúmaaprovou o projeto Escola Sem Partido, de autoria do vereador Daniel Freitas (PP). O projeto foi aprovado com 12 votos a favor, três contrários e uma abstenção. A matéria apresentou uma emenda de autoria do vereador Aldinei Potelecki (PRB) para que a proposta passe a vigorar em janeiro de 2019 no sistema municipal de ensino. 

Vereadores contrários ao projeto pediram ampliação da discussão do tema. O projeto chegou a entrar na pauta da semana passada, mas foi retirado pelo autor, após reunião com a Polícia Militar, que alegou falta de segurança. Na sessão desta semana, a Polícia Militar auxiliou na regularização da entrada e até senhas foram distribuídas para permitir a presença de grupos a favor e contra a matéria. 

O projeto que vai para sanção do prefeito Clésio Salvaro (PSDB), obriga os professores a seguir determinações que estabelecem que no exercício das funções, não promovam os próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias. 

 

Com informações do Jornal Diário Catarinense


13/12/2017  às 10hs14