Janaina Alberton

Olá, meu nome é Janaina Veronezi Alberton, filha de agricultores, fato do qual me orgulho muito. Sou formada em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Santa Catarina-UDESC. Tenho pós-graduação em Gestão Ambiental e Mestrado em Ciências do Solo. Trabalho no Centro Universitário Barriga Verde-UNIBAVE na coordenação do curso de Agronomia.

Amo o cheiro dos campos, das plantações, da terra, e é por isso que estou sempre antenada ao que está acontecendo no meio rural. Me acompanhe aqui no Ligado no Sul e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nesse meio tão inconstante e surpreendente!!

02/06/2015  às 17hs57

Cultivo de peixe: uma alternativa rentável

Porém, para se ter sucesso nesta atividade, é preciso tomar certos cuidados com sua implantação


Foto: Divulgação/Internet

Foto: Divulgação/Internet

Em Santa Catarina, a piscicultura vem apresentado importante crescimento e desenvolvimento. Esta atividade se mostra como uma importante alternativa para os pequenos produtores, pois permite que se obtenham bons resultados de rendimentos em pouca área de terra.

Porém, para se ter sucesso nesta atividade, é preciso tomar certos cuidados com sua implantação. Deve-se estudar a área antes da implantação dos açudes, realizar o planejamento, verificar qual o melhor sistema para a propriedade em questão.

Para se ter um peixe de qualidade tem que se conhecer as técnicas de produção, o tipo de peixe a ser criado, a finalidade e o planejamento de entrega de produção, buscando assim uma melhor lucratividade.  

A água utilizada para o cultivo deve ser de boa qualidade, deve-se fazer uso de aeradores para correta aeração da água, garantindo o nível de oxigênio correto na mesma. O oxigênio é essencial para as reações metabólicas de peixe. Deve-se prestar atenção à noite, pois o nível de oxigênio baixa na água. Isso ocorre, porque os fitoplanctons (microorganismos aquáticos que tem a capacidade de realizar fotossíntese), a noite consomem oxigênio e expiram gás carbônico, ao contrário do que fazem durante o dia. Sendo assim, pela manhã   é o período mais crítico de oxigênio na água e é a hora em que se deve prestar atenção ao nível do mesmo. Um sinal de que este está baixo, é quando se verifica os peixes na superfície da água tentando pegar o ar.  Em dias muito quentes também há a diminuição do oxigênio na água, pois as moléculas de água se afastam deixando este escapar. 

A temperatura da água também deve ser monitorada, conforme a espécie de peixe a ser cultivado. O local para criação de peixes não deve ser muito frio, pois a temperatura de conforto térmico, para a tilápia por exemplo, fica em torno de 25 a 30oC. A temperatura abaixo de 20oC afeta o metabolismo do peixe e acima de 32oC prejudica seu desenvolvimento.  

A Nutrição é outro fator importante, a alimentação deve ser oferecida nas quantidades corretas e formulações corretas, para que não haja perdas na produção. O uso racional da ração é essencial, para isso se deve observar algumas técnicas, como: -Alimentar os peixes com ração peletizada ou extruzada. A ração peletizada tem um custo menor que a extruzada, porém ela é mais pesada e por isso afunda mais rapidamente, podendo deixar o peixe sem acesso a mesma, dessa forma, a peletizada tem que ser oferecida mais de uma vez ao dia. – Espalhar a ração sobre a lâmina de água da forma mais uniforme possível, permitindo que todos os peixes comam de forma satisfatória. – Dar ração aos peixes nas horas mais quentes do dia, pois nestes horários os peixes comem mais, garantindo maior ganho de peso, porém se os dias forem muito quentes, evitar as horários de calor excessivo, pois os peixes podem sofrer danos ao virem a superfície. Aqui se deve utilizar o bom senso.

Enfim, a piscicultura se mostra extremamente adaptada a nossa região e pode ser uma alternativa ao pequeno produtor, uma renda extra ou principal, dependendo do quanto se deseja investir na atividade. Desta forma, a rentabilidade no meio rural pode se tornar maior, garantindo a qualidade de vida do homem no meio rural. Para garantir o sucesso do empreendimento, um Engenheiro Agrônomo ou Médico Veterinário deve ser consultado, evitando assim frustrações ou erros.

A atividade rural sempre será essencial para todos os setores, afinal, se você possui alimentos hoje, agradeça a um produtor rural!!!


 


02/06/2015  às 17hs57