04/12/2017  às 09hs37

Geral

Dia para homenagear Santa Bárbara


Foto: Thiago Oliveira

Foto: Thiago Oliveira

Durante as longas jornadas de trabalho, é para Santa Bárbara que os mineiros pedem proteção. Por este motivo, ela tornou-se a padroeira de diversas cidades onde a mineração era o carro-chefe, como Criciúma, Lauro Müller, Treviso, Siderópolis e Forquilhinha.

Em Criciúma, mais do que padroeira, Santa Bárbara dá nome a um bairro, uma paróquia e é responsável por uma das festas mais tradicionais do município. Neste ano, a programação teve início no dia 24 de novembro, com as novenas, e irá se estender até hoje. O ponto alto da festa, porém, ficou para o fim da tarde de ontem. Como ocorre todos os anos, os fieis realizaram uma transladação com a imagem da padroeira, desta vez, saindo do Hospital Santa Catarina, em direção a Igreja Matriz da Paróquia Santa Bárbara.

Na frente, o sino avisava a chegada da imagem da padroeira, que era carregada pelos mineiros em roupa de trabalho. Atrás, dezenas de crianças, além dos fieis, caminhavam em direção a igreja, onde eram esperados por outras dezenas de pessoas.

Antes mesmo da entrada da imagem da padroeira, a Igreja Matriz já estava cheia, recepcionando-a aos gritos de “viva Santa Bárbara!”. “Toda a nossa família é devota de Santa Bárbara. Esse é um momento de muita alegria para todos nós”, afirmou o aposentado Jonas Rodrigues, que chegou cedo para pegar um lugar à frente na igreja.

 

Com informações do site DN Sul


04/12/2017  às 09hs37