11/01/2021  às 15hs44

Geral

Diretor do SAMAE de Orleans faz balanço de 2020 e anuncia os projetos para 2021


Foto: Iago Telles / Rádio Guarujá

Foto: Iago Telles / Rádio Guarujá


Um balanço dos trabalhos realizados em 2020 e o cronograma de ações previstas para 2021 foi o tema de entrevista com o diretor do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) de Orleans, Fábio Echeli Bett, nesta segunda-feira, dia 11, na Rádio Guarujá.


Na ocasião, ele relembrou que 2020 foi um ano atípico, devido à estiagem e à pandemia. Apesar da falta de chuva, que pôs em risco o abastecimento de água em cidades de toda a região, muitas pessoas ficaram em casa em busca do isolamento social imposto pelo surgimento do novo coronavírus, tendo como consequência o aumento do consumo.


“Esses dois fatores fizeram com que nos planejássemos para que ninguém ficasse desabastecido em um momento como este. O que considero mais importante em 2020 foi ter conseguido aumentar a vazão da transposição de água do Rio Laranjeiras, trazendo essa água para o Rio Novo. Para mim, o melhor acontecimento do ano foi não deixar ninguém desabastecido num período em que a água era tão necessária. Em meados de março de 2020, trabalhávamos como um vazão de 33 litros por segundos, trazendo do Rio Laranjeiras, e conseguimos aumentar para uma vazão de 45 litros por segundos”, apontou.


Outro assunto abordado durante a entrevista foi a questão da inadimplência como consequência dos efeitos da pandemia na economia. Segundo ele, é possível que os consumidores se dirijam à sede do SAMAE para renegociar os valores em atraso, com a possibilidade de parcelamento. Além disso, o diretor do SAMAE apresentou o cronograma de investimentos e ações para 2021, que deverão fazer com que praticamente todo o perímetro urbano tenha cobertura de rede coletora e tratamento de esgoto sanitário.


Na última semana, questionamentos foram feitos em redes sociais a respeito de trabalhos realizados pelo SAMAE em uma rua pavimentada recentemente. A respeito deste fato, o diretor da autarquia prestou o esclarecimento ao vivo e também através de nota. Confira na íntegra:


“Às vezes, é frustrante ver esse tipo de publicação e comentários, onde se tenta passar uma imagem de que o SAMAE tem prazer ou obsessão em ver um asfalto novo e ir lá fazer um buraco, passando uma imagem de falta de planejamento.


Especificamente, em relação a essa obra no bairro Santista, saliento que a mesma foi planejada, tanto que foi trocada toda a tubulação da Rua Martinho Gazzola, Rua Luiz Pizzolatti Sobrinho e Rua João Feldmann, por se tratar de uma das redes mais antigas da cidade, tendo mais que 40 anos a tubulação antiga.


O SAMAE é uma Autarquia Municipal e também está sujeito às normas da administração pública. Logo, para adquirir materiais para a realização dos trabalhos, o faz através de licitações, muitas delas compartilhadas realizadas pelo Consórcio CISAM-Sul, atendendo à demanda de vários municípios consorciados.


Infelizmente, em alguns casos, a qualidade de tubulações e conexões, mesmo sendo dentro das normas estabelecidas, não tem sido satisfatória, haja visto o ocorrido na referida Rua Luiz Pizzolatti Sobrinho, onde, mesmo a obra tendo sido planejada e executada pela equipe do SAMAE com toda a parte de tubulações e conexões novas, houve o rompimento de uma conexão sob o asfalto, de um adaptador de mangueira de qualidade duvidosa.


Destaco ainda que o SAMAE de Orleans vem trabalhando incansavelmente nesses últimos anos e, mesmo tendo uma equipe pequena em número de servidores, vem implantando novas redes de abastecimento de água, novas redes coletoras de esgoto sanitário, substituindo redes de abastecimento de água antigas por novas redes, bem como cuidando de toda a manutenção dos sistemas de água, que atende todo o perímetro urbano e mais 11 comunidades rurais, e esgotamento sanitário, cobertura em quase todo o perímetro urbano”.


Confira a entrevista completa neste link


11/01/2021  às 15hs44