01/12/2020  às 10hs41

Polícia

Estima-se que R$ 40 milhões foram levados durante assalto em Criciúma



Estima-se que mais de R$ 40 milhões foram levados durante assalto em Criciúma. A informação foi divulgada pelo portal 4oito.


"Armas utilizadas em guerras", afirmou o delegado de Polícia Civil de Orleans, Ulisses Gabriel, que está de plantão em Criciúma, cidade onde foi registrado um assalto de grandes proporções, sem precedentes na região, tendo como alvo a Tesouraria do Banco do Brasil. A ação iniciou por volta da meia-noite e perdurou por mais de duas horas.


Moradores, através das redes sociais, compartilhavam imagens e vídeos do momento de terror vivenciado por eles, sendo possível ouvir diversos tiros sendo disparados. O 9° Batalhão da Polícia Militar foi alvo de ataque. Um caminhão incendiado e um dispositivo explosivo foram deixados nas proximidades. Um policial militar, 32 anos, foi alvejado na região do abdômen e passou por cirurgia. O quadro de saúde é grave. Um vigia também foi ferido, mas detalhes não foram informados.


Acredita-se que por volta de 30 homens, divididos em 10 carros de luxo, participaram do crime. "Um tiro de fuzil 762 tem a capacidade de atravessar quatro paredes. Então é uma situação complexa. Por isso, é importante as pessoas valorizarem o trabalho das polícias. Estou há 24 horas acordado, trabalhando e me dedicando", afirmou Ulisses Gabriel. Cidadãos foram feitos de reféns, mas liberados em segurança posteriormente.


Além disso, quatro pessoas foram detidas por furtar uma quantia de dinheiro abandonada pelos criminosos, equivalente a aproximadamente R$ 810 mil. Um malote contendo por volta de R$ 300 mil estava sendo levado, mas foi recuperado pela Polícia Civil e Polícia Militar. Na manhã desta terça-feira, dia 1º, mais de 200 quilos de explosivos foram apreendidos, sendo desativados pelo Esquadrão Antibombas do Batalhão de Operações Especiais (BOPE). Os criminosos fugiram e abandonaram 10 veículos em uma lavoura no interior de Nova Veneza. Alguns dos carros foram incendiados.


Confira a entrevista completa com o delegado de Polícia Civil de Orleans, Ulisses Gabriel, neste link.


01/12/2020  às 10hs41