18/07/2019  às 06hs58

Geral

Infração: ‘Gatos’ de água podem contaminar a rede de distribuição

Na Cidade Azul, o número de furtos chega a 3% de toda a água tratada



A Tubarão Saneamento trata, em média 850 milhões de litros de água por mês, e apenas 21,15% dessa água é perdida. Valor muito abaixo da média nacional, que pode chegar a 37,5%. Mas esse número poderia ser ainda menor caso não existissem furtos na rede de distribuição, os famosos gatos, apelido dado ao crime de roubo de água. Enquadrado no parágrafo 3º do artigo 155 do Código Penal Brasileiro, a pena prevista, é de reclusão de um a quatro anos, e multa.


Em Tubarão o número de furtos chega a 3% de toda a água tratada. Mas além de aumentar a perda, o ‘gato’ pode ter outros impactos na rede de distribuição. O risco de contaminação é o fator que mais preocupa, porque durante a instalação do ‘gato’, a rede de distribuição pode ser contaminada com a entrada de dejetos, bactérias e substâncias impróprias e pode colocar em risco a qualidade da água que sai da Estação de Tratamento de Água (ETA), onde são realizados diversos testes.


Impactos estruturais também podem ser causados pela instalação da rede clandestina, isso porque, em muitas das vezes, o material usado é sem compatibilidade e de baixa qualidade, causando vazamentos, infiltrações e despressurização no sistema, fator que dificulta o abastecimento à comunidade. Caso desconfie de alguma ligação clandestina, você pode fazer uma denúncia anônima pelos telefones 0800 648 9596 e 48 3052-7400, via WhatsApp (48) 99168-5827, na Central de Atendimento, que fica na rua Altamiro Guimarães, 685, ou ainda no site www.tubaraosaneamento.com.br. 


 


Fonte: Notisul


18/07/2019  às 06hs58