12/03/2020  às 15hs21 - Atualizado em 13/03/2020  às 09hs28

Política

Justiça decide pelo retorno de Valdir Fontanella ao comando da Prefeitura de Lauro Müller

Decisão ocorreu nesta quinta-feira, dia 12, por votação unânime.


Foto: ASCOM PMLM

Foto: ASCOM PMLM


O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) decidiu, por unanimidade, pelo retorno do prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella (PP), ao comando do Executivo Municipal a partir desta sexta-feira, dia 13. O processo foi julgado nesta quinta-feira, 12, pela 4º Câmara Criminal do TJ, sob relatoria do desembargador José Everaldo Silva. O afastamento se deu no dia 2 de dezembro, quando foi deflagrada a Operação "Seguindo Rastro".


Na ocasião, o empresário e político informou que denúncias foram realizadas sem que ele tivesse a oportunidade de apresentar uma defesa prévia. “O que me entristece como ser humano, empresário, representante público e lauromüllense é ver anos de uma reputação ilibada, de muito trabalho e suor, estar gerando desconforto aos cidadãos de Lauro Müller, aos amigos e familiares”, esclareceu na oportunidade, acrescentando que se colocou à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários com transparência. O afastamento das funções se daria até o período de 180 dias, mas a defesa entrou com recurso e obteve sucesso passados 101 dias.


Nesta quinta-feira, 12, o prefeito Valdir Fontanella falou da satisfação em retornar ao exercício de suas funções. "Nunca tivemos dúvidas que, cedo ou tarde, tudo seria esclarecido. É contra a vontade de muitos que estou de volta. Muitas denúncias sem fundamento foram feitas contra nossa administração, mas como nada tememos, todos os esclarecimentos foram prestados, com firmeza e transparência. Finalmente, poderemos dar continuidade ao projeto de desenvolvimento de Lauro Müller, que tem se transformado e se tornado referência na região e no estado", afirmou.


Sobre Valdir Fontanella


Valdir Fontanella, 62 anos, nasceu na comunidade de Vargem Grande, interior de Lauro Müller. Foi eleito em 2016, com 5.537 votos (51,74%). É o nono dos dez filhos. Sua história no trabalho iniciou na agricultura para ajudar os pais no sustento da família. Para estudar, caminhava 12 quilômetros por dia. Mesmo com dificuldades, se formou técnico em contabilidade. Aos 18 anos, Fontanella começou a trabalhar na madeireira dos irmãos, tornando-se sócio no ano 1980.


Por sua ousadia, contrariou os familiares e comprou o primeiro caminhão. Juntos deram início à Fontanella Transportes, a maior empresa especializada em transporte cerâmico do Brasil, com matriz em Lauro Müller e 20 filiais no Brasil e uma frota de 750 caminhões, que resultam em aproximadamente 1,2 mil empregos diretos na Fontanella Transportes, além de outras empresas, tais como posto de combustível, restaurante e fabricação de descartáveis plásticos. Esta é a primeira vez que exerce um cargo político.


Sobre a operação


Em dezembro, mandados judiciais foram cumpridos na operação intitulada "Seguindo Rastro", em Lauro Müller, Orleans, Criciúma e São José. Na investigação, foram apurados possíveis crimes de fraude a licitações, peculato, corrupção ativa e passiva por agentes públicos e empresários no Município de Lauro Müller. Em comunicado encaminhado à imprensa, o MPSC afirmou que a operação tramita sob sigilo.


Sobre o motivo, se limitou a dizer que a investigação está relacionada à “contratação de empresas para fornecimento de serviços de horas-máquinas e execução de obras de engenharia pelo Município de Lauro Müller nos últimos três anos”. Em resposta, Valdir Fontanella informou que todos os processos licitatórios constam no Portal da Transparência à disposição de qualquer cidadão e que esses processos foram realizados por pregão presencial, sendo possível que qualquer empresa se fizesse presente para dar lances de preços, impossibilitando de qualquer forma o direcionamento das licitações.


12/03/2020  às 15hs21