08/04/2019  às 15hs57

Geral

Lauro Müller inicia campanha de vacinação contra gripe para grupo prioritário de crianças e gestantes

A imunização de uma pessoa cria uma rede de proteção contra a doença, pois a pessoa vacinada deixa de transmitir a doença e passa a proteger as pessoas do seu convívio.



O Governo de Lauro Müller, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, inicia a partir de quarta-feira (10) a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Neste primeiro momento, apenas os grupos prioritários de crianças de 6 meses até menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias) e de gestantes devem ser vacinados. As vacinas estarão disponíveis nas unidades do Centro, Distrito de Guatá e Bairro Arizona, de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 16h.


E a partir do dia 22 de abril, todos os públicos prioritários poderão procurar qualquer uma das seis unidades de saúde para se vacinar no horário das 8h às 12 e das 13h às 15h. Integram os públicos prioritários da campanha: pessoas com idade a partir de 60 anos, crianças de 6 meses até menores de 6 anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade — o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas. Quem tem doenças crônicas não transmissíveis, o que inclui pessoas com deficiências específicas, também deve se vacinar. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe (H1N1; H3N2 e influenza B), determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A campanha se encerra dia 31 de maio e o Dia "D" da campanha será dia 4 de maio, quando as unidades atenderão das 8h às 17h sem fechar ao meio dia.


A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos. A campanha tem o objetivo de reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus, além de atualizar a caderneta de vacinação nos grupos prioritários, considerando o risco para as doenças imunopreveníveis e de baixas coberturas vacinais. Os sinais e sintomas da doença são muito variáveis, podendo ocorrer desde a infecção assintomática, até formas graves. A síndrome gripal, que se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga, é a manifestação mais comum. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização.


A imunização de uma pessoa cria uma rede de proteção contra a doença, pois a pessoa vacinada deixa de transmitir a doença e passa a proteger as pessoas do seu convívio.



-- 
Assessoria de Comunicação
Governo do Município de Lauro Müller
www.lauromuller.sc.gov.br


08/04/2019  às 15hs57