17/06/2019  às 07hs44

Geral

Mais um macaco morto é encontrado na Região Sul

Bugio foi encontrado em estado de decomposição neste sábado, dia 15, em Morro da Fumaça



Depois de um macaco ter sido encontrado morto em Urussanga, deixando os municípios da Região Sul em alerta com a possibilidade do vírus da Febre Amarela ter chego ao Sul do Estado, agora foi a vez de Morro da Fumaça ter mais um caso de macaco encontrado morto. Um bugio, que é um gênero de macaco, foi encontrado morto neste sábado, dia 15, na cidade.


De acordo com Robson Francisconi, secretário de saúde de Morro da Fumaça, moradores da área próxima onde o o animal foi encontrado, informaram que ele estava morto desde quinta-feira, dia 13. “Entramos em contato com a Vigilância Epidemiológica da Regional de Saúde e fomos informados que em função de o animal já ter sido encontrado em estado de decomposição, não seria possível recolher as amostras para realização de exames laboratoriais que informariam a causa da morte. Sendo recomendado apenas o enterro do animal”.


O secretário de saúde fez questão de reforçar a questão da vacinação. “Acho que não é preciso esperar um macao morrer para se vacinar, tem vacina suficiente para a população, tivemos horários estendidos e unidades de saúde aberta aos sábados, então o que a população deve fazer é se imunizar”, afirma Francisconi.


Os macacos não transmitem o vírus da febre amarela. Eles são apenas vítimas, mas sinalizam a circulação do vírus. Ao encontrar um macaco doente ou morto, é recomendado que se comunique imediamente a Secretaria de Saúde.


Depois de mais de 50 anos, Santa Catarina registrou um caso de morte humana por febre amarela. O caso foi confirmado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), que comunicou a morte por febre amarela de um homem de 36 anos, morador de Joinville, no dia 12 de março. A vítima não apresentava tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI).


17/06/2019  às 07hs44