Janaina Alberton

Olá, meu nome é Janaina Veronezi Alberton, filha de agricultores, fato do qual me orgulho muito. Sou formada em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual de Santa Catarina-UDESC. Tenho pós-graduação em Gestão Ambiental e Mestrado em Ciências do Solo. Trabalho no Centro Universitário Barriga Verde-UNIBAVE na coordenação do curso de Agronomia.

Amo o cheiro dos campos, das plantações, da terra, e é por isso que estou sempre antenada ao que está acontecendo no meio rural. Me acompanhe aqui no Ligado no Sul e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nesse meio tão inconstante e surpreendente!!

03/05/2016  às 16hs44 - Atualizado em 03/05/2016  às 17hs23

Mini pepino: alternativa de renda para o agricultor


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Os mini pepinos são bastante procurados pelas indústrias de alimentos, pois apresentam sabor e tamanho ideal para consumo individual.

O mini pepino é uma planta trepadeira que pode alcançar 3 metros ou mais de comprimento. Este tipo de pepino pode ser consumido cru ou em conservas, dependendo da forma que se prefere.

Para o cultivo deste pepino, as temperaturas ideais são entre 18ºC e 30ºC, mas isso não significa que o cultivo não pode ser realizado em regiões mais frias, uma alternativa para estes lugares, é o cultivo em estufa. Devido as características da planta, ela se adapta muito bem ao cultivo em estufa, e além disso, o cultivo em estufa permite se obter produção o ano todo, ou seja, em épocas em que o clima não é favorável, a estufa permite a continuidade da produção, agregando mais valor ainda ao produto.

Quanto as exigências de cultivo, o mini pepino prefere lugares bem iluminados, aonde haja incidência solar direta. O solo deve ser rico em matéria orgânica, fértil e bem drenado, com pH entre 5,5 e 6,8. A irrigação deve ser frequente, não permitindo grandes períodos com seca.

Para obter maior sucesso no plantio, se recomenda semear a semente diretamente no local de cultivo, evitando transplante e com isso a morte de planta. Também evite semear em temperatura baixas, pois a germinação pode não ocorre. Prefira temperaturas em torno de 20 o C. O cultivo em estufa permite maior flexibilidade na época de semeadura, pois as temperaturas podem ser controladas, facilitando este processo. Deve ser deixado em torno de 70cm entre linhas e 50 entre plantas quando o cultivo for tutorado. Se o sistema escolhido for o de plantas rasteiras (aonde se permite que a planta se alastre pelo chão) p espaçamento entre linhas deve ser de 2 m e entre plantas de 80cm.

Após 40 dias da germinação, se pode dar início a colheita. E neste momento o manejo deve ser dobrado, pois deve ser feita a colheita diariamente. A colheita só deve ser feita após os frutos estarem bem desenvolvidos, no entanto não se deve permitir que amadureçam, pois seu sabor e crocância sofrem alteração, diminuindo sua qualidade.

Tome cuidados com a produção fora de época para o abastecimento das indústrias, faça sempre uma pesquisa de mercado e tenha em mente as melhores épocas de comercialização. Este tipo de produto deve ser vendidos frescos para garantir o bom preço.

Para tirar todas as suas dúvidas e lhe auxiliar no bom desempenho do seu negócio, procure um engenheiro Agrônomo, ele irá garantir que a implantação da cultura seja adequada e que seu retorno financeiro seja no mínimo satisfatória, além de poder responder todas as questões sobre o mercado.


 


 


 


03/05/2016  às 16hs44