03/06/2019  às 05hs36

Polícia

Motorista é indiciado por morte de peregrinos

No acidente, registrado no dia 19 de abril, dois homens morreram. O grupo caminhava em direção ao Santuário de Santa Albertina, na comunidade de São Luiz.



O motorista de uma caminhonete, acusado de atropelar peregrinos na SC-435, em São Martinho, foi indiciado por homicídio culposo e lesão corporal culposa. 

No acidente, registrado no dia 19 de abril, dois homens morreram. O grupo caminhava em direção ao Santuário de Santa Albertina, na comunidade de São Luiz. 

De acordo com a polícia, o motorista, de 38 anos, morador de São Martinho, deverá responder ao processo em liberdade. “A não ser que o Ministério Público entenda pela prisão cautelar”, diz o delegado Gabriel Marcondes. O acusado, hospitalizado após o acidente, ficou durante dias internado, e, conforme a polícia, já está em casa. 

No acidente, Jean Carlos Savi Mondo, de 40 anos, e Josemar de Bona, de 30 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Duas mulheres, de 24 e 32 anos, também foram atingidas pelo veículo, mas tiveram somente escoriações, e foram liberadas. Um dos homens que morreu seguia na caminhada para pagar uma promessa, depois de ter sobrevivido a um grave acidente dois anos antes. 

De acordo com o delegado responsável pelo caso, após a colheita de todas as provas testemunhais pertinentes, além da análise das condições do local do fato e laudos periciais realizados, o inquérito policial foi finalizado. “A conclusão é de que o motorista do veículo agiu de forma imprudente (agir precipitado, sem a devida cautela) em sua condução, dando causa ao acidente que vitimou dois homens e lesionou duas mulheres”, fala Gabriel.


03/06/2019  às 05hs36