27/09/2017  às 09hs24

Educação

Museu de Zoologia da Unesc comemora 15 anos


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Sorrisos, brincadeiras e apresentações culturais marcaram a comemoração dos 15 anos do Museu de Zoologia da Unesc Morgana Cirimbelli Gaidzinski. Durante o encontro, que ocorreu na tarde desta terça-feira, 26, o Museu lançou o seu primeiro livro infantil. “Pintado, o Mascote do Museu”, é uma obra da Editora Unesc, resultado da parceria entre o Museu e a Polícia Militar Ambiental, escrito pela professora Morgana, com ilustração de Vamber Cabral e que será distribuído gratuitamente para a comunidade.

A obra visa estimular o interesse das crianças pelo conhecimento sobre a fauna da mata atlântica e sensibilizar para a preservação deste importante bioma por meio da leitura. “Ela apresenta os principais impactos ambientais responsáveis pela perda de nossa biodiversidade, motivo pelo qual as espécies animais vem sendo depositadas no acervo do Museu”, comentou a coordenadora do Museu, Morgana Cirimbelli Gaidzinski.

O livro narra a vida de Pintado – um gato-maracajá, animal símbolo do Museu da Unesc –  em seu habitat natural, a Mata Atlântica e a sua chegada ao Museu de Zoologia, local onde passa a viver desempenhando um importante papel na educação ambiental, estabelecendo uma relação de interação com os visitantes na construção do conhecimento, levando de forma lúdica e divertida a mensagem do Museu de preservação e respeito à vida.

O vice-reitor da Unesc, Daniel Preve, parabenizou a equipe do Museu pelo desenvolvimento do trabalho. “Há 15 anos eu tive o prazer de participar da inauguração do espaço do Museu em nossa Universidade. E naquele momento, não se haviam dúvidas de onde o museu poderia chegar. Mas nenhum de nós imaginaríamos toda essa grandeza que pode ser observada nos dias de hoje. E que nós possamos ter daqui a 15 anos uma comemoração ainda maior, com um Museu para além dos muros da nossa Universidade”, comentou.

História

O Museu de Zoologia da Unesc foi fundado em parceria com o 2º Pelotão da 3ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina, com o objetivo de promover por meio de seus programas educativos o conhecimento sobre o mundo natural, e sensibilizar o público visitante por meio do acervo em exposição para as questões ambientais. Ao longo de 15 anos, as exposições e programas educativos receberam um público superior a 120 mil alunos e professores de 575 instituições de ensino, provenientes de 45 municípios.

O local desenvolve programas educativos com escolas públicas e privadas promovendo reflexões sobre os desafios para que a sustentabilidade seja possível no planeta. Utiliza para isso diferentes recursos pedagógicos que despertam e estimulam os mecanismos sensoriais, fazendo com que os estudantes desenvolvam a criatividade tornando-se participantes no processo de aprendizagem.
O Museu possui três núcleos expositivos: Ecossistema Marinho, Mata Atlântica e Vida Selvagem. Todos estão abertos à visitação pública e gratuita. O agendamento de visitas orientadas pode ser feito pelo telefone (48) 3431-2573.

Participações

Também participaram do encontro a Secretária de Educação de Criciúma, Roseli De Lucca, o Tenente da Polícia Militar Ambiental, João Hélio Schneider de Siqueira, o editor chefe da Editora Unesc, André Cechinel, o presidente da Fundação Cultural de Criciúma, Sergio Zappeline e o artista plástico João Batista Cerafim.
 


27/09/2017  às 09hs24