06/11/2017  às 10hs48

Saúde

Novos leitos de UTI no Hospital São José serão concluídos até o fim do ano


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Doze novos leitos do Sistema Único de Saúde – SUS estarão concluídos até o fim deste mês no Hospital São José de Criciúma. As novas salas fazem parte da ampliação da instituição iniciada em 2014 e que está 70% finalizada. Atualmente, são 18 leitos disponíveis pelo SUS e, com os outros 12, haverá um aumento de aproximadamente 65% de disponibilidade na instituição.

Ao fim da ampliação, prevista para o primeiro semestre de 2018, serão 35 novos leitos de UTI. Já as salas cirúrgicas serão triplicadas, as atuais quatro passarão para 12. Do valor total da obra, 50% foi de contrapartida do próprio hospital. Já o Governo do Estado liberou R$ 20 milhões e mais R$ 5,5 milhões foi conquistado através do Ministério da Saúde, em Brasília, por meio do secretário de Articulação Nacional do Estado, Acélio Casagrande.

“Esta obra significa dobrar uma capacidade reprimida e uma necessidade urgente do Sul do Estado. Diminuiremos o número de pacientes que se deslocam para Curitiba, Blumenau, Florianópolis, por exemplo. A ideia é reduzir o número de ambulâncias nas estradas e, apenas com o aumento da oferta na região, é que iremos conquistar este resultado”, avalia Casagrande.

Ainda de acordo com o secretário, além do aumento da capacidade física será articulado junto com a administração do São José o aumento do teto da instituição. Já na próxima segunda-feira (6), o secretário com o assessor da direção do hospital, Altamiro Bittencourt, se reunirá com o secretário de Saúde de Santa Catarina, Vicente Caropreso, para que a Comissão de Intergestores Bipartite – CIB agilize o encaminhamento da aprovação da liberação dos novos leitos em Brasília.

“Na capital federal vamos pressionar o mais rápido possível essa liberação e a abertura dos espaços aos pacientes. Esta sinalização positiva significa que o hospital está apto a receber as diárias de UTI a partir de sua habilitação”, explica o secretário, que acrescenta ainda que com o aumento no número de leitos poderá ser realizado um procedimento muito solicitado no hospital, o transplante de rins. Após as novas instalações serem inauguradas, o atual centro cirúrgico será reformado.

 

Com informações site Clicatribuna


06/11/2017  às 10hs48