16/08/2018  às 07hs42 - Atualizado em 16/08/2018  às 08hs32

Política

Ouvidor geral de SC pede dinheiro a servidores para campanha do MDB

O pagamento poderá ser feito em duas parcelas de R$ 500,00.


O Ouvidor Geral da Secretaria da Administração, Cel. Dejair Pinto, enviou uma mensagem aos servidores ocupantes de cargos comissionados solicitando contribuição de R$ 1 mil para a coligação “Santa Catarina quer mais”,  visando apoiar as candidaturas de Mauro Mariani, governador, e Napoleão Bernardes, vice-governador. O pagamento poderá ser feito em duas parcelas de R$ 500,00. Há inclusive indicação de um aplicativo.

O cel. Dejair Pinto confirmou a legitimidade do apelo oficial e acrescentou que ele mesmo já efetuou o depósito à coligação.

​O texto integral está circulando nos bastidores da Assembleia Legislativa:

​Prezado servidor em cargo comissionado/SEA.  Estamos vivenciando um novo momento de compromissos políticos que envolvem a nossa participação e o nosso apoio. Um momento de reconhecimento pessoal por parte de todos ocupantes de cargos comissionados na estrutura de governo. Assim, além de outras ações de participação na campanha que se inicia a nossa coligação SANTA CATARINA QUER MAIS, com Mauro Mariani, Governador e Napoleão Bernardes, Vice-Governador, vem buscar o seu apoio financeiro regular no valor de R$ 1.000,00 (Hum mil reais). O valor poderá ser transferido em parcela única neste mês de agosto ou em duas de R$ 500,00 de forma subseqüente neste mês e outra em setembro. Segue o aplicativo para a realização da operação e o recibo para fins de IR será automaticamente encaminhado para o e-mail que for cadastrado. Pode ocorrer uma inco nsistência na inserção do seu CPF bastando o cuidado de refazer a numeração. Doações já foram realizadas de forma positiva. Caso prefira fazer a doação por meio de cheque, por favor, poste o seu pedido no WhatsApp do remetente. Qualquer dúvida mantenha contato. Estou à sua disposição. Dejair Vicente Pinto/SEA(Secretaria da Administração).

​Nota da coligação "Santa Catarina Quer Mais"

A coordenação da campanha de Mariani e da coligação "Santa Catarina Quer Mais" se justificou por meio de nota que a legislação autoriza arrecadação de recursos por meio de instituições que promovam técnicas e serviços de financiamento coletivo em páginas na internet.

A nota ainda explica que a coligação "aceita doações de todos os filiados e simpatizantes da candidatura, os quais têm aderido de forma livre e espontânea".

Confira a nota na íntegra:

A coligação "Santa Catarina Quer Mais" esclarece que, para as eleições deste ano, a legislação autoriza arrecadação de recursos por meio de instituições que promovam técnicas e serviços de financiamento coletivo em páginas na internet. Esses aplicativos eletrônicos e outros recursos similares são popularmente conhecidos de vaquinhas virtuais.

Esta possibilidade está prevista na Lei nº 9.504/97, artigo 23, inciso IV, e tem sido utilizada por candidatos de todos partidos, já que é um modo seguro tanto para o candidato quanto para o doador.

A coligação "Santa Catarina Quer Mais" então aceita doações de todos os filiados e simpatizantes da candidatura, os quais têm aderido de forma livre e espontânea. "É uma modalidade prevista em lei. Estamos pedindo doação junto aos filiados, que doam se quiser. E se doam é porque acreditam em nosso projeto", diz Tufi Michereff, coordenador da campanha da coligação.

O MDB esclarece ainda que os pedidos oficiais de doação se dão por meio dos canais oficiais do partido.


A informação é do Portal NSC Total.


16/08/2018  às 07hs42