29/11/2017  às 11hs19

Educação

Pioneiro em SC, Lauro Müller forma estudantes no Programa Defesa Civil nas Escolas


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Município de Lauro Müller escreveu, nesta quarta-feira (28), seu nome na história da Defesa Civil de Santa Catarina e também do Brasil. Isso foi possível graças ao encerramento de um importante ciclo, por meio da formatura do Programa Defesa Civil na Escola, com a participação de 127 alunos do 7º ano da rede municipal de ensino.

O Estado foi o pioneiro no país e Lauro Müller foi o primeiro município a abraçar esta causa. A cerimônia de formatura foi realizada no salão de festas da igreja matriz e contou com a presença de autoridades locais, regionais e estaduais. Entre elas, o prefeito Valdir Fontanella e o vice Pedro Barp Rodrigues, o coordenador da Defesa Civil no município, José Geraldo da Conceição, a secretaria municipal de Educação, Heloisa Gonçalves Ribeiro Fontanella, o coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, e a gerente de pesquisa da Secretaria de Estado da Defesa Civil, Regina Panceri.

Participaram da solenidade, alunos e professores das Escolas Municipais Hilário Pescador, do bairro Sumaré, Ligia Chaves Cabral, do Itanema, José Heleodoro Barreto Junior, do Arizona, e Emilia Mamede Soares, do Barro Branco. Na oportunidade, o Município foi convidado a apresentar esta experiência de sucesso durante o II Seminário Internacional de Proteção e Defesa Civil, que abordará a importância das políticas públicas na redução de riscos e desastres, nos dias 13 e 14 de março, em Florianópolis.

O evento reunirá 1,5 mil participantes do Brasil e de outros países. Dessa forma, Lauro Müller se tornará modelo no mundo todo. “O nosso município teve a satisfação e a oportunidade de ser o pioneiro. Recebemos nesta noite o convite e o prefeito já deu o aval. Então, nós realmente estaremos presentes no Seminário Internacional apresentando com muito orgulho o nosso projeto”, adiantou a secretária de Educação.

Durante a formatura, o coordenador regional Rosinei da Silveira ressaltou o número de estudantes abrangidos, considerado bastante significativo.

“Estou muito feliz com este momento. Sou um dos autores deste programa em Santa Catarina, participei da estruturação desde o início e Lauro Müller foi a primeira cidade a abraçá-lo. O Governo do Município percebeu a importância de passar os ensinamentos de Defesa Civil também para a população. Estamos iniciando pela escola e foi um número bastante expressivo, com 127 estudantes, 26 professores e quatro coordenadores pedagógicos”.

A gerente de pesquisa da Secretaria de Estado da Defesa Civil, por sua vez, enalteceu a importância deste trabalho. “Por meio dele, torna possível que o Município, e o Estado, consequentemente, tenham uma mudança de mentalidade, de cultura e de comportamento da população. Investimentos na área de educação, voltado às crianças e aos adolescentes, é o que vai realmente modificar um contexto, uma vez que temos muitos eventos adversos, que continuarão ocorrendo. Trabalhar na prevenção e na preparação, com certeza, fará muita diferença. Para a Secretaria de Estado da Defesa Civil, é um orgulho muito grande participar de uma solenidade como esta e verificar o protagonismo do Município”, afirmou Regina.

O chefe do Executivo, Valdir Fontanella, explicou o motivo que o levou a buscar a capacitação. “Na primeira semana de nosso governo, nos deparamos com uma situação bastante difícil após sermos atingidos por uma forte enxurrada. Ficamos sem energia elétrica e dezenas de casas alagadas. Um cenário muito triste. Percebemos então a necessidade de buscar uma ferramenta que pudéssemos preparar melhor nossa gente para enfrentar estes problemas. Foi então que surgiu a ideia de se trazer a Defesa civil para as escolas”, relembrou.

Segundo ele, os resultados obtidos com a formação irão beneficiar não somente os envolvidos, mas a toda população lauromüllense. “O ensinamento que estes alunos receberam, certamente, será levado consigo para toda a vida. Os estudantes tiveram a oportunidade de aprender noções básicas de como reagir em situações de risco e catástrofes. Consideramos isso uma formação de qualidade, de modo a estarem mais preparados para enfrentarem os percalços da vida. Estamos capacitando nossos adolescentes para um futuro melhor, para tornarem-se mais comprometidos com a sociedade num todo”, reforçou.

Lauro Müller será referência também na criação do Núcleo Escolar de Proteção e Defesa Civil, que será instituído em março de 2018. “Nosso projeto também tem como objetivo incluir no âmbito escolar este núcleo, multiplicando o aprendizado com treinamentos práticos, simulados e parceria com diversas instituições, tais como Exército Brasileiro, Corpo de Bombeiros, Samu, Polícias e Secretaria de Saúde, para que possamos construir conhecimento efetivo de Defesa Civil para o grupo de crianças e adolescentes”, explicou Rosinei.


29/11/2017  às 11hs19