18/04/2019  às 15hs07 - Atualizado em 18/04/2019  às 15hs12

Geral

Piscicultor doa uma tonelada de peixe para famílias carentes em Orleans

Gesto foi uma maneira de compartilhar com a comunidade parte da produção.


Foto: Guilherme Hahn, Especial

Foto: Guilherme Hahn, Especial


O almoço de Sexta-feira Santa deste ano será ainda mais especial para a família do imigrante Makensun Blanc. Moradores de Orleans, ele, a esposa e dois primos irão partilhar o peixe doado pelo piscicultor Jorge Manoel Cachoeira. Essa é a segunda vez que o produtor rural compartilha parte da produção com famílias e pessoas carentes, em um gesto de agradecimento e comunhão.


"Estou contente, recebi peixe. Vou assar e comer com minha família, agradeço aos brasileiros de coração bom, que sejam sempre felizes", comentou o imigrante.


Foram 142 senhas distribuídas nas últimas semanas, e cada pessoa levou sete quilos de peixe entre carpas e tilápias. A seleção das famílias foi em parceria com o Centro Universitário Barriga Verde (Unibave) e o grupo das Irmãs Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo. Para a irmã Ignez Maria Paloschi, auxiliar nessa iniciativa tem tudo a ver com o significado da Semana Santa, época de repensar atitudes e renovar a fé.


"É emocionante ver essa mobilização, trabalhamos com os imigrantes e conhecemos a necessidade deles, então para muitos é um gesto enorme. A maioria agradece bastante, outros não conseguem se expressa se ficam indiferentes, mas a iniciativa é o mais importante", analisou a religiosa.


Há mais de 15 anos no ramo de peixes de água doce, essa é a segunda vez que Cachoeira realiza a doação. A produção anual dele chega a 100 toneladas, e esse 1% compartilhado com a comunidade é também uma maneira de ofertar o produto a um público que tem menor acesso. Ele estima que o consumo per capita seja de 15 quilos/ano na cidade, superior aos 10 quilos/ano registrados no Brasil.


"Eu quis repartir um pouquinho com tudo mundo. Ninguém é tão pobre que não tenha nada para repartir com alguém, um sorriso ou uma palavra, e eu contei com ajuda dos vizinhos pra capturar o peixe, da família, o apoio de todos, foi uma ação coletiva", comentou o piscicultor.


Com informações de Lariane Cagnini / NSC Total


18/04/2019  às 15hs07