13/12/2017  às 09hs45

Política

Reforma Administrativa em Braço do Norte poupará R$ 2,1 milhões em quatro anos


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O prefeito de Braço do Norte, Beto Kuerten Marcelino, encaminhou nesta segunda-feira, 11, à Câmara de Vereadores, o projeto de lei que trata da Reforma Administrativa.

O projeto de lei, aliado ao número de cargos nomeados atualmente, gera uma economia estimada em R$ 2,1 milhões em quatro anos, com o corte de duas secretarias (que tiveram suas atribuições incorporadas em outras pastas) e corte de dois secretários, além da extinção de diversos cargos comissionados, havendo também a transformação de alguns cargos. De acordo com o prefeito, antes mesmo da reforma, houve a redução de 20,93% de cargos comissionados, compromisso assumido com a população. “Sabemos que muita gente duvidava que conseguiríamos cortar, mas os resultados são estes”, comentou.

Para Beto, Braço do Norte está caminhando na contramão das demais entidades públicas; não está inchando a máquina pública e criando novos cargos políticos. “Vamos muito além disso, estamos diminuindo os cargos. Foram meses de discussão e trabalho que valeram a pena, principalmente pela economia da verba pública que poderá ser aplicado em outras áreas”, justificou.

A equipe que efetivou a Reforma Administrativa é formada pelo prefeito Beto, pelo vice-prefeito Ronaldo Fornazza, pelo secretário de Administração e Fazenda, Silvânio Kniess Mates, pelo chefe de Gabinete, Ramon Beza, pelo assessor jurídico, Maicon Schmoeller Fernandes, e pelo supervisor de compras, Wando Furlan Ceolin.

Beto lembrou ainda que, nos primeiros dias de mandato, em 3 de janeiro deste ano, sancionou a Lei do Nepotismo, de autoria do vereador Mário Jorge Danielski, aprovada por todos os edis, que veda a prática de nepotismo na contratação de agentes políticos, conferindo maior moralidade às contratações públicas.

O esboço do projeto já foi conhecido pelos vereadores na última sexta-feira, 8, quando foram convidados para uma ampla explanação.
A Câmara de Vereadores votou e aprovou o projeto por unanimidade. “Agradecemos aos vereadores que perceberam que a Reforma Administrativa é o caminho para a transparência e economia”, encerrou.

A lei deve ser sancionada nos próximos dias.


13/12/2017  às 09hs45