06/09/2019  às 11hs39

Política

RH da Prefeitura de Orleans esclarece sobre “cantinho do pensamento”

Placa com os dizeres fixada na sala do coordenador de Recursos Humanos gerou polêmica.


“Cantinho do pensamento” serve para promover a reflexão através do diálogo e buscar a resolução de problemas, explica responsável – Foto: Ketully Beltrame

“Cantinho do pensamento” serve para promover a reflexão através do diálogo e buscar a resolução de problemas, explica responsável – Foto: Ketully Beltrame


Uma folha com as palavras “cantinho do pensamento” na porta da sala do coordenador do departamento de Recursos Humanos, Edivaldo Lubavem, da Administração Municipal de Orleans, gerou polêmica nesta semana em um grupo de WhatsApp, levantando dúvidas a respeito do objetivo. Conforme o coordenador, que assumiu a função em abril de 2018, apesar do sentido pejorativo ao qual o termo foi atrelado, o intuito o ambiente é promover o diálogo e resolução de problemas.


“Cada um tem um modo de ver as coisas, mas não podemos deixar que se caia num padrão. O cantinho do pensamento serve para propormos a reflexão. Não vejo como um ato negativo a placa fixada na porta. É apenas para sinalizar que existe esta sala à disposição dos profissionais. O funcionário tem a oportunidade de falar sobre o que pensa de seu trabalho e fazer uma avaliação e, da mesma, a gestão também transmite o que gostaria que fosse feito. Até porque precisamos que as regras sejam cumpridas, como o horário, vestimentas, atitudes. Aqui também fazemos uma espécie de treinamento com os estagiários do CIEE [Centro de Integração Empresa-Escola], que são aproximadamente 100 em atuação no Município, para falar sobre postura de trabalho e padronizarmos a forma que se atua no setor público”, explicou.


Segundo ele, a intenção foi a de se criar um espaço que sirva de ponte entre os servidores e os líderes de cada setor. “Quando assumi o setor de Recursos Humanos, pensamos em uma sala disponível para o servidor público, com uma pessoa responsável por ouvir as reclamações e sugestões dos colaboradores. Atuamos no desenvolvimento e acompanhamento dos profissionais através de orientações e do diálogo. O cantinho serve para darmos um respaldo, para levar os anseios e solicitações adiante, com os supervisores, secretários e até o prefeito. Os diálogos são sigilosos e acontecem de forma ética e profissional”, garantiu.


O coordenador citou outras ações do setor de Recursos Humanos do Município. “Quando percebemos que havia um grande número de atestados, buscamos os motivos e o que poderia ser feito para mudar esta situação e reduzir este número. E isso deu muito certo. No cantinho do pensamento, fazemos reuniões para resolver desentendimento entre os profissionais, para que possam se entender e trabalhar da melhor maneira. Foi neste espaço que surgiu o cerimonial de posse dos servidores públicos para que sejam apresentados e integrados à equipe e a cerimônia de honra ao mérito ao fim de cada ano com os servidores que se aposentaram, para homenageá-los. Faço também o acompanhamento do funcionário no médico, passando as informações médicas para os familiares. Outras ações são encaminhar as solicitações de materiais que os servidores necessitam e até receber doações para encaminhar às pessoas que precisam”, enumerou.


Redação Notícias JH



Coordenador do departamento de Recursos Humanos da Administração Municipal de Orleans, Edivaldo Lubavem 


06/09/2019  às 11hs39