31/05/2019  às 10hs29 - Atualizado em 31/05/2019  às 11hs20

Política

Serra do Rio do Rastro poderá se beneficiar com parceria público-privada

Carlos Moisés lançou o PPI-SC com o objetivo de atrair empresas interessadas em investir no Estado e melhorar a infraestrutura e os serviços oferecidos à população.


Lançamento foi feito pelo governador durante o Exame Fórum PPPs e Concessões, em São Paulo (SP) - Foto: Ramiro Zinder/SCPar

Lançamento foi feito pelo governador durante o Exame Fórum PPPs e Concessões, em São Paulo (SP) - Foto: Ramiro Zinder/SCPar


O governador Carlos Moisés lançou o Programa de Parcerias e Investimentos, o PPI/SC. A primeira apresentação foi feita nesta terça-feira, dia 28, em São Paulo, em um evento específico para o tema, o Fórum PPPs e Concessões, com foco em parcerias público-privadas (PPPs) promovido pela Revista Exame e a empresa Hiria, que reuniu quase a metade dos governadores do Brasil para discutir o assunto que é de interesse geral.


O PPI de SC, que terá lançamento esta semana no Estado, focará concessões na área turística, como o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, o futuro observatório na Serra do Rio do Rastro e a exploração de parques naturais. Centros de inovação, penitenciárias, arrendamentos portuários e ativos imobiliários também deverão entrar. Segundo o presidente da SCPar, Gustavo Salvador, que coordena o projeto e foi um dos que acompanharam o governador a São Paulo, por enquanto, não estão previstas concessões de rodovias.


O governador aproveitou a presença de investidores no evento para falar sobre os diferenciais do Estado para atrair investimentos. Ele citou o ecossistema de inovação de SC, o crescimento econômico acima da média e um melhor ambiente para fazer negócios. Entre os programas do Estado para investidores estão o Prodec, que é postergação de ICMS, o SC + Energia para o setor de geração e o Juro Zero para microempreendedores. Segundo ele, a agência Investe SC está disponível para prestar informações, colaborar na abertura de portas e a Junta Comercial do Estado, totalmente digital, permite abrir empresa mais rápido, por custo menor.


“Temos um grande potencial e muito ainda por fazer. As parcerias público-privadas (PPPs) e concessões não são apenas uma ferramenta para reduzir os custos de projetos de infraestrutura, mas sim um meio para que os serviços públicos sejam mais eficazes para a população”, destacou. Além do governador Carlos Moisés, os secretários de Estado Douglas Borba (Casa Civil), Lucas Esmeraldino (Desenvolvimento Econômico Sustentável) e Carlos Hassler (Infraestrutura), o presidente da SCPar, Gustavo Salvador Pereira, e o secretário executivo de PPPs, Ramiro Zinder, representaram Santa Catarina no evento.


Fonte: Estela Benetti / NSC Total / Edição Notícias JH


31/05/2019  às 10hs29