28/09/2017  às 09hs29

Esportes

Serra do Rio do Rastro recebe competição Red Bull Trike Strike


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Serra do Rio do Rastro estará interditada para o tráfego de veículos no próximo dia 7 de outubro para receber o Red Bull Trike Strike, uma competição que mistura bike e kart. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Guatá, o trânsito estará bloqueado entre 12 e 15h30, de Bom Jardim da Serra até Lauro Müller. A PMRv ainda ressalta que nestes eventos podem ocorrer atrasos e contratempos, por isso, aconselha-se não utilizar a rodovia durante o dia.

A modalidade chamada de Drift Trike refere-se a carrinhos que contam com uma roda de bicicleta na frente e duas rodas de kart na parte de trás, sendo um tipo de triciclo. A modalidade já possuí campeonato mundial e, pensando na cena brasileira, o Red Bull Trike Strike chega na sua terceira edição, mas agora em uma nova locação: a Serra do Rio do Rastro. De acordo com a organização do evento, 40 atletas disputarão o título do desafio.

A competição, que teve início em 2014, já passou por dois locais diferentes: Esmeraldas e Macacos, ambos em Minas Gerais. O objetivo do campeonato será de completar o sinuoso percurso de aproximadamente 5 quilômetros para definir o grande campeão de 2017. Será preciso muita habilidade para cruzar a linha de chegada com os trikes, que podem atingir velocidades superiores a 100 km/h.

“A Serra do Rio do Rastro é uma das locações mais desejadas aqui no Brasil, principalmente por causa de suas curvas íngremes. É um tipo de pista muito difícil de encontrar até mesmo em outros lugares do mundo. Os atletas vão descer com os trikes nos pontos mais desafiadores da Serra. Vai ser uma experiência única”, afirma o presidente da Federação Brasileira de Drift Trike e curador do evento, Rafael Demmer.

Os 20 melhores competidores disputarão uma bateria final para definir o campeão do Red Bull Trike Strike 2017. A regra é simples: ganha aquele que cruzar a linha de chegada primeiro.

“O Red Bull Trike Strike é, hoje, o evento mais esperado pelos praticantes de trike não só no Brasil, mas também em outros países. Com a minha experiência correndo campeonatos mundiais, posso dizer que lugares como a Itália e a Malásia, por exemplo, gostariam de ter um evento como esse também”, completa Demmer.

 

Com informações do site Engeplus


28/09/2017  às 09hs29