30/08/2017  às 10hs09 - Atualizado em 30/08/2017  às 10hs14

Esportes

Serra do Rio do Rastro recebe em outubro competição Red Bull Trike Strike


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Brasil é, definitivamente, um país dos esportes, tendo diversas modalidades bastante populares por aqui: futebol, vôlei, skate, surf… E há, ainda, espaço para esportes não tão conhecidos assim pelo público. É o caso do Drift Trike, uma espécie de mistura entre bike e kart, já que os carrinhos têm uma roda de bicicleta na frente e duas rodas de kart na parte de trás, sendo um tipo de triciclo muito singular que tem até campeonato mundial. Pensando na cena da modalidade por aqui, o Red Bull Trike Strike chega à sua terceira edição no dia 7 de outubro, em uma nova locação: a Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina. Quarenta atletas disputarão o título do evento, que está com inscrições abertas desde segunda-feira (28).

A competição, que teve início em 2014, já passou por dois locais diferentes: Esmeraldas e Macacos, ambos em Minas Gerais. Agora, o evento está de volta com sua terceira edição, que será realizada nas temidas curvas da Serra do Rio do Rastro (SC). No dia 7 de outubro, 40 atletas descerão essas ladeiras, com o objetivo de completar o sinuoso percurso de aproximadamente 5 km para definir o grande campeão de 2017. Será preciso muita habilidade para cruzar a linha de chegada com os trikes, que podem atingir velocidades superiores a 100 km/h.

“A Serra do Rio do Rastro é uma das locações mais desejadas aqui no Brasil, principalmente por causa de suas curvas íngremes. É um tipo de pista muito difícil de encontrar até mesmo em outros lugares do mundo. Os atletas vão descer com os trikes nos pontos mais desafiadores da Serra. Vai ser uma experiência única”, afirma Rafael Demmer, Presidente da Federação Brasileira de Drift Trike e curador do evento.

Os 40 atletas serão selecionados a partir de uma inscrição online e, no grande dia, descerão as ladeiras da Serra em duas baterias classificatórias. Os 20 melhores competidores dessa etapa, com base em uma pontuação específica da prova, disputarão uma bateria final para definir o campeão do Red Bull Trike Strike 2017. A regra da final é simples: ela acontecerá em uma descida única e ganha aquele que cruzar a linha de chegada primeiro.

“O Red Bull Trike Strike é, hoje, o evento mais esperado pelos praticantes de trike não só no Brasil, mas também em outros países. Com a minha experiência correndo campeonatos mundiais, posso dizer que lugares como a Itália e a Malásia, por exemplo, gostariam de ter um evento como esse também”, completa Demmer.

Aqueles que quiserem competir no Red Bull Trike Strike deverão realizar uma inscrição online pelo site www.redbull.com.br/trikestrike. A organização do evento entrará em contato com os atletas para confirmar e validar a participação de cada um.

O Red Bull Trike Strike conta com o apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, Deinfra, Swizee e Polícia Rodoviária Estadual de Santa Catarina.


30/08/2017  às 10hs09