18/08/2017  às 14hs49

Saúde

Siderópolis cria grupo para combater dores lombares

As sessões duram em média uma hora e todo o acompanhamento tem aproximadamente 10 semanas


O segundo Grupo de Lombalgia do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) de Siderópolis segue com os encontros todas as quartas-feiras no Centro Social Urbano, no centro da cidade. Coordenados pela fisioterapeuta Silvana Bortoluzzi Coral, cerca de 15 participantes recebem informações e orientações com exercícios para postura, dores e inflamações.  As sessões duram em média uma hora e todo o acompanhamento tem aproximadamente 10 semanas.

"Além das sessões que são desenvolvidas, os pacientes recebem orientações para exercícios que podem ser feitos em casa para continuidade do tratamento", destacou a fisioterapeuta, acrescentando que "o retorno dos participantes é bastante positivo". O primeiro grupo de lombalgia foi desenvolvido em Vila São Jorge em 2016 e novas turmas devem ser criadas. Os interessados devem procurar a Estratégia de Saúde da Família (ESF) mais próxima de sua casa e fazer a inscrição, ou comunicar sua agente de saúde.

Dores na região lombar são cada vez mais frequentes e afetam não somente pessoas com idade mais avançada, mas também o público mais jovem (incluindo crianças e adolescentes). A lombalgia, normalmente, requer maior atenção e acarreta sintomas que sem o tratamento correto podem ser permanentes, prejudicando a qualidade de vida do paciente.

Além dos grupos, o NASF também oferece atendimento fisioterápico a pacientes acamados e a Secretaria de Saúde ainda possui uma equipe de fisioterapeutas que atende na Policlínica Central. "É importante verificar com um médico o motivo das dores e procurar o município para fazer parte dos programas que são oferecidos. As vezes um simples exercício ou apenas a correção da postura já é suficiente", enfatizou o prefeito Hélio Cesa, Alemão. 

 

Colaboração: Simone Costa


18/08/2017  às 14hs49