11/10/2017  às 09hs54

Geral

Trânsito na Via Rápida será fiscalizado


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Prevista para inaugurar no dia 20 de dezembro, a Via Rápida, nova rodovia de acesso a Criciúma, que está com as obras 78% concluídas, já conta com tráfego intenso de veículos, mesmo com sinalização indicando a proibição. Nesta terça-feira (10), a Agência de Desenvolvimento Regional – ADR e comando da Polícia Militar se reuniram para montar ações para inibir o transito de veículos no local.

O encontro contou com a participação do secretário Executivo da ADR, João Fabris, o comandante da 6ª Região de Polícia Militar, Cel. Cosme Manique Barreto, o comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar, Cel. Evandro de Andrade Fraga, o comandante da Guarnição Especial de Içara – GEIc, tenente-coronel Darci Rodrigues Junior, o assessor jurídico da ADR Eduardo Simon e o coordenador dos Agentes de Trânsito da Guarda Municipal de Içara, Felipe Gilon.

A partir desta quarta-feira (11), uma ação conjunta das polícias Militar, Rodoviária e Guarda Municipal, vai atuar na fiscalização da rodovia. “As placas durante o percurso já indicam que o trânsito é proibido. Nossa ação será de prevenção e poderá resultar em autuação de trânsito”, explicou o Cel. Fraga.

De acordo com o secretário Regional, muitas solicitações e alertas já chegaram à ADR. “O trânsito de veículos tem aumentado cada vez mais na Via Rápida, mesmo com todas as placas indicando a proibição. Estamos muito preocupados e não queremos que acidentes graves aconteçam”, comentou Fabris.

Fabris revelou ainda que o trânsito de veículos além de perigoso atrapalha o andamento da obra. “Estamos com muitas máquinas e homens na pista trabalhando a todo vapor o que torna aquele local ainda mais perigoso. Nosso prazo é entregar a rodovia no dia 20 de dezembro e não podemos contar com o atraso de motoristas que circulam por ali”.

Status da obra

Uma das principais obras de infraestrutura do Governo do Estado e a maior no Sul está 78% concluída. São R$ 130 milhões, entre investimentos na obra e desapropriações que estão sendo aplicados em uma rodovia de pouco mais de 11 quilômetros que liga Criciúma à BR-101, sendo esta, uma nova rota de entrada e saída da cidade. A obra segue em ritmo acelerado e a empresa está trabalhando nos serviços de terraplenagem, pavimentação e drenagem.


11/10/2017  às 09hs54