03/01/2018  às 16hs30

Esportes

Tratamento de Schumacher chega a R$ 110 milhões


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


Genebra


Há pouco mais de quatro anos, no dia 29 de dezembro de 2013, Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui, na região de Grenoble, entre França e Suíça. Desde então é mantido vivo. Primeiro no hospital, onde ficou seis meses sob coma induzido, e depois em casa, em Genebra, na Suíça, a partir de setembro de 2014. Uma equipe de médicos passou a tratar do paciente, em estado vegetativo. Um gasto que, segundo o jornal espanhol “As”, chega a 140 mil euros por semana, o equivalente a R$ 550 mil. O total, até agora, seria de 28 milhões de euros, ou R$ 110 milhões.


O valor corresponde a 3% da fortuna acumulada pelo heptacameão da Fórmula 1, que segundo a revista Forbes é de 840 milhões de euros, ou R$ 3,3 bilhões. O montante transforma Schumacher no quinto esportista que mais faturou, atrás de Michael Jordan e dos jogadores de golfe Tiger Woods, Arnold Palmer e Jack Nicklaus.


Até hoje nenhuma imagem de Schumacher depois do acidente foi divulgada. Amigos mais próximos do piloto alemão que foram visita-lo evitam falar sobre o assunto.


 


Com informações do site DN Sul


03/01/2018  às 16hs30