01/07/2016  às 11hs06

Tecnologia

Você é a sua vitrine nas redes sociais


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Nesta coluna tenho falado muito de redes sociais, a importância do marketing de conteúdo e relacionamento. Mas não podemos esquecer que nós, profissionais, somos uma vitrine - não só para amigos mas para outras empresas. E não importa se você é funcionário ou patrão, existem algumas “regras de etiqueta”, termo que eu uso para brincar com o assunto, que faz você não ser visto como um chato – a não ser que você queira ser visto como um, então esse texto não serve para você J

Mesmo que você diga: “ah, mas eu não quero fazer marketing pessoal”. Se você está nas redes sociais você está automaticamente se promovendo, só precisa ver se essa promoção não atrapalha sua vida profissional e pessoal. É muito comum que as empresas verifiquem as redes sociais antes de contratar, afinal ninguém quer alguém que compartilhe conteúdos ofensivos dentro da sua empresa.

Fato: se você postou é para sempre, mesmo que apague, alguém pode ter lido ou até tirado um print [imagem do seu post]. É interessante pensar em como queremos ser vistos – desde que não seja uma mentira, tem que ser você. Isso não quer dizer que você não deva defender suas causas ou seus valores porque alguém pode não gostar, mas sim que existem diferentes formas de se comunicar. Uma coisinha básica, chamada bom senso.  

Antes de entrar em uma briga, primeiro veja se não está sendo injusto com ninguém – ou pior ainda, ofendendo - pois muitas notícias na internet são feitas somente para gerar fofoca e likes. Imagine que chato postar algo e no outro dia ver que a pessoa nem era aquela ou que a história não era verdadeira?

O mais legal da internet é ver pessoas oferecendo conteúdo de valor assim como as marcas, ficamos contentes quando um amigo posta uma curiosidade. Ou uma receita sem glúten que te interessa. Postar conteúdos que ajudam as pessoas é a melhor forma de se relacionar e ser bem visto.

O resumo do marketing pessoal é discutir o atual momento em que todos se mostram politicamente corretos nas suas redes sociais, criticando tudo e todos sem pesquisar e ter certeza. E isso não é um texto para limitar ninguém, suas causas, seus valores, são bem-vindos, vez ou outra exponho os meus. A questão aqui é conversar sobre a dose de bom senso que serve para a vida: tudo que é de mais ou de menos pode prejudicar.


Leia também: Entenda o marketing online e offline 


01/07/2016  às 11hs06