24/03/2021  às 11hs12

Educação

Prefeito de Pedras Grandes fala sobre investigação contra professores


Foto: Arquivo SECOM

Foto: Arquivo SECOM


O prefeito de Pedras Grandes, Agnaldo Filippi, em entrevista à Rádio Guarujá nesta quarta-feira, dia 24, falou sobre o processo interno da Secretaria de Estado da Educação, que apura possível desvio de conduta de servidores públicos em uma escola da rede estadual de ensino situada na cidade.


A secretaria suspeita que as dependências da escola foram usadas para encontros sexuais entre professores. Também é investigada ameaça a servidores que presenciaram o ato e agressão contra aluno. Essa comissão deve ser instalada em até dez dias e a conclusão dos trabalhos não pode extrapolar 30 dias, contados a partir da publicação no Diário Oficial do Estado, em 16 de março. O prazo para conclusão pode ser prorrogado em mais 30 dias, se necessário.


"Recebemos isso com muita surpresa. Ontem conversei com pessoas ligadas à Regional da Educação e isso teria acontecido em 2018. Mas essa é uma investigação. Eu me senti indignado porque um caso isolado, se é que ele aconteceu, não pode colocar em dúvida a integridade de todos os nossos professores. Achei que a divulgação do fato avançou um pouco no sentido de dar esse destaque sem que nós tenhamos absolutamente nada de concreto, sem haver fortes indícios. Há uma denúncia e, a partir dela, é feita a investigação. Então é lamentável essa repercussão estadual com o nome de Pedras Grandes. Nós trabalhamos muito de forma séria, honesta e planejada para buscar um fruto perene do turista, para criar uma imagem positiva do município, é foi, vamos dizer assim, desfocalizada quando se apresenta uma situação como essa", declarou.


Confira a entrevista completa neste link!


24/03/2021  às 11hs12
...